Neymar cola em Romário em gols na seleção e aumenta coleção de vítimas

  • Natacha Pisarenko/AP

Com o golaço por cobertura sobre o Uruguai, na goleada por 4 a 1 nesta quinta-feira, em Montevidéu, Neymar aumentou seu leque de vítimas. Ele nunca havia marcado sobre a Celeste e agora tem apenas duas seleções da América do Sul que ainda não sofreram com ele: Venezuela e Paraguai, adversário da próxima terça-feira, na Arena Corinthians.

O gol no Estádio Centenário também deixou o camisa 10 ainda mais próximo de Romário, quarto maior goleador da Seleção Brasileira. Neymar chegou a 51 tentos, cinco a menos que o ex-jogador.

O artilheiro máximo do Brasil é o Rei Pelé, com 95 bolas na rede, seguido por Ronaldo (67) e Zico (66). Aos 25 anos, Neymar tem grande chance de se aproximar e até ultrapassar este pelotão de frente.

Mesmo vivendo grande fase, o atacante do Barcelona não era o artilheiro da Seleção com Tite até a noite desta quinta. Ele estava um gol atrás de Gabriel Jesus, que foi desfalque em Montevidéu por lesão.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos