Podolski recebe camisa enorme da seleção e ouve de Müller: 'É especial'

"Você não poderia escrever um roteiro melhor". Assim resumiu Thomas Müller a respeito da memorável despedida de Lukas Podolski da seleção, que marcou um golaço e deu a vitória aos germânicos sobre a Inglaterra por 1 a 0, em amistoso realizado na última quarta-feira.

E Podolski recebeu uma bela homenagem da Federação Alemã de Futebol (DFB). Logo após o adeus, o meia levou para casa uma enorme camisa 10, personalizada nas costas: "Tschö, Poldi".

- Se eu fosse o diretor de um filme como esse, iria achá-lo muito cafona. Ninguém iria acreditar! Agora tem que aproveitar. Normalmente, o estádio se esvazia em 10 minutos depois do apito final, mas todos estão aqui para celebrar Poldi. É excepcional. Poldi é único, especial. Não é qualquer um que faz 130 jogos. Vamos sentir falta dele nos próximos torneios - disse Müller.

Depois de 13 anos, Lukas Podolski disse adeus à seleção da Alemanha. Nascido na Polônia e naturalizado alemão, Poldi disputou três Copas, quatro Eurocopas, foi campeão do mundo no Brasil e tornou-se um dos maiores goleadores da seleção nacional. Além disso, ficou marcado por ser um dos jogadores mais carismáticos do grupo.

Agora jogador do Galatasaray, ele vai se transferir para o Japão ao final da atual temporada, onde defenderá o Vissel Kobe. Podolski está com 31 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos