Richarlison e Sornoza decidem e Fluminense vence bem o Macaé

Atualmente, o Fluminense de Abel Braga é Richarlison, Sornoza e mais 9. Neste domingo, no Giulite Coutinho, o atacante e o gringo foram mais uma vez os destaques da vitória tricolor sobre o Macaé: 3 a 0, gol deles e de Wellington Silva. O resultado, que manteve o timena liderança do Grupo C na Taça Rio, foi acompanhado de uma atuação segura. Diego Cavalieri mal sujou o uniforme.

As participações decisivas diante do Botafogo, no clássico da última quinta-feira, renderam a Wendel e Pedro a titularidade, e os garotos voltaram a corresponder a confiança de Abel Braga. O volante fez bem a função de Orejuela, carregando a bola e formentando o setor ofensivo.

Richarlison foi o homem mais perigoso do Flu desde o início. Arrancando da ponta esquerda, o camisa 70 soltou uma bomba de direita e carimbou o travessão de Milton Raphael, que desviou e evitou o gol.

O time de Abel tinha o controle do jogo, mas com Marquinho aberto na esquerda, o Macaé ameaçou a meta de Cavalieri, mas sem sucesso. A tranquilidade que faltou a Jones na hora de marcar, sobrou para Richarlison. Quando Pedro saiu da área, o atacante aproveitou o espaço e se projetou. O passe foi perfeito, assim como o chute rasteiro, no cantinho.

Os últimos minutos da primeira etapa não tiveram grandes emoções, a não ser por algumas bolas levantadas por Sornoza. O equatoriano fazia uma partida discreta, mas na volta do intervalo recebeu um presente do rival. Marquinho tocou mal, Aislan hesitou e o camisa 20 só teve o trabalho de deslocar o goleiro para deixar o placar em 2 a 0.

O gol - o quarto de Sornoza pelo Fluminense em 2017 - fez bem ao equatoriano, que aproveitou a fragilidade defensiva do entregue Macaé. Minutos depois de marca, ele bagunçou a zaga adversária e serviu Wellington Silva. Ligeirinho, o atacante ainda deu uma penteada na bola antes de finalizar cruzado e fazer 3 a 0.

Com o confronto resolvido, o Fluminense tirou o pé e Abel Braga fechou a casinha. Nogueira entrou no lugar de Marquinho. O camisa 7, homem de confiança do técnico, teve outra atuação burocrática. Henrique Dourado, artilheiro tricolor em 2017, entrou no lugar de Pedro e teve chance de marcar, mas Milton Raphael impediu que a derrota do Macaé fosse transformada em goleada.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 3X0 MACAÉ

?

Estádio: Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)

Data: 26/3/2017, às 19h

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

Renda/Público: R$ 23.100,00 / 1.207 pagantes (1.600 presentes)

Cartões amarelos: Richarlison (FLU); Ronaldo e Ebert (MAC).

Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Richarlison (32'/1ºT), Sornoza (6'/2ºT) e Wellington Silva (17'/2ºT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Wendel, Marquinho (Nogueira, 29'/2ºT) e Sornoza; Wellington Silva, Richarlison (Marcos Junior, 34'/2ºT) e Pedro (Henrique Dourado, 31'/2ºT)- T: Abel Braga.

MACAÉ: Milton Raphael; Ronaldo, Aislan (Matheus Cambuci, 20'/2ºT), Ramon e Ebert; Alan, Rafinha, Zotti e Rafael Lourenço (Hudson, 20'/1ºT); Marquinho e Jones (Williean Lepu, 41'/2ºT)- T: Toninho Andrade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos