Jair elogia presença dos volantes na área e compara Bruno Silva a Paulinho

Com dois gols e chegada constante ao ataque do Botafogo, Bruno Silva foi um dos melhores em campo na goleada por 4 a 1 sobre a Portuguesa-RJ, em Los Larios. A equipe conta com Camilo e Montillo - este último entrou no segundo tempo -, mas foi um volante que roubou a cena nas ações ofensivas alvinegras.

E o técnico Jair Ventura, na coletiva depois do jogo, lembrou a importância de chegada do jogador de trás na área. Para isso, ele chegou a dar como exemplo as atuações de Paulinho, nos dois últimos jogos, pela seleção brasileira de Tite.

"Muito se fala da carência do camisa 10 no futebol. Mas isso é muito por conta dos volantes, que chegam muito na área. Falaram do Paulinho, que foi muito bem pela seleção. Aqui, nós temos o Bruno, que já fez muitos gols no ano passado. É uma situação nova no futebol, os volantes, o camisa 8, conhecido como médio, ter maior liberdade", disse o comandante, que lembrou do esquema utilizado por ele no ano passado, com três volantes da equipe.

"Os três volantes, por exemplo, não ficam tão defensivos necessariamente, como nós jogávamos no ano passado", concluiu Jair Ventura.

Em 2016, Bruno Silva marcou cinco gols, sendo o último deles o que garantiu a classificação do Botafogo para a Libertadores, contra o Grêmio, pela última rodada do Brasileiro. E o volante lembra da sua característica ofensiva.

"É comum para mim. Já fiz antes, no ano passado mesmo eu acabei marcando alguns. Busco finalizar muito de fora da área, me dedico muito nos treinos e o mérito é de todo o grupo", disse Bruno Silva, que agora soma sete gols desde que chegou ao Botafogo, no começo do ano passado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos