STJD comprova falsificação de documentos do caso Victor Ramos

A audiência do caso Victor Ramos, que seria realizada nesta quinta-feira, foi adiada após ausência do ex-presidente do Internacional, Vitorio Piffero, e do atual vice-presidente, Gustavo Juchem. Os dirigentes justificaram a falta por "problema de saúde e compromissos profissionais". Entretanto, o STJD informou, através de uma nota, que peritos de São Paulo e Rio de Janeiro, responsáveis pela análise dos documentos enviados pelos dirigentes, encontraram falsificação nas informações.

A fraude foi descoberta pelos especialistas em parte dos e-mails inseridos em processos que interessam o Colorado, citando adulterações de "forma e conteúdo, subtração de palavras, textos, nomes e frases, além de inserção indevida de palavras, letras e assinaturas, modificações essas de conteúdo capazes de descaracterizar o seu sentido original".

O STJD informa que uma nova audiência será marcada para que o ex-presidente do clube gaúcho possa ser ouvido.

RELEMBRE

?A denúncia por parte do Internacional está relacionada à transferência de Victor Ramos, ex-jogador do Palmeiras, para o Vitória. Na ocasião, o atleta estava emprestado ao Verdão pelo Monterrey, do México, e, quando acertou com o Rubro-Negro, procedimentos da negociação não seguiram as recomendações do TMS, sigla que remete ao Sistema de Mercado de Transferências.

O Internacional ainda alegou a que o registro do jogador foi feito de forma irregular, porque o empréstimo de Victor Ramos do Monterrey para o Vitória aconteceu como se fosse transferência nacional, já que o Certificado de Transferência Internacional (ITC, sigla em inglês) estava ainda no Brasil, uma vez que, na ocasião, o defensor defendia o Palmeiras.

O time gaúcho, que brigava com o Vitória contra o rebaixamento, trouxe o caso à tona, mesmo com o assunto tendo sido "enterrado" no começo do ano passado, quando o Bahia também questionou a condição de jogo de Victor Ramos.

O Colorado juntou um documento no STJD alegando má fé do Leão. O Inter também pediu a perda de pontos da equipe baiana no Brasileiro. A procuradoria do STJD ouviu as partes envolvidas, inclusive a CBF, e concluiu que não havia irregularidade. O caso chegou ao conhecimento da Fifa, que também deu aval ao Vitória para continuar escalando Victor Ramos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos