Flamengo pode voltar ao Maracanã na estreia do Brasileiro em ação social com a Prefeitura

O Flamengo e a Prefeitura do Rio costuram um acordo que pode unir um interesse do clube e também uma ação social. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, negocia com a Concessionária Maracanã a isenção do aluguel do estádio para que o Rubro-Negro faça sua estreia no Campeonato Brasileiro por lá, contra o Atlético-MG. A ideia é que boa parte da renda seja usada para a reabertura de um restaurante popular na cidade do Rio.

A informação foi divulgada inicialmente pelo Globoesporte.com. O acordo está bem encaminhado, mas ainda depende de alguns acertos. O prefeito Marcelo Crivella deve se reunir com dirigentes do Flamengo na próxima semana. A subsecretária de esportes do Rio, Patrícia Amorim - ex-presidente do Rubro-Negro - é peça importante nas tratativas. A ideia é que o clube também não arque com os custos de operação do estádio.

No dia 12 de abril, o Flamengo volta ao Maracanã para enfrentar o Atlético-PR, pela Libertadores. O duelo é válido pela terceira rodada da fase de grupos do torneio sul-americano.

Os restaurantes populares vivem grave crise e alguns chegaram a ser fechados por causa da falta de alimentos. A grave crise que o estado do Rio atravessa prejudicou milhares de pessoas que faziam refeições a baixo custo. A Prefeitura assumiu a gestão de oito restaurantes populares neste ano: Bangu, Bonsucesso, Campo Grande, Centro, Irajá, Jacarepaguá, Madureira e Méier.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos