Novo Diogo? Gilson acirra disputa na esquerda e admite até jogar na frente

No ano passado, o Botafogo ficou acostumado com a dobradinha entre Diogo Barbosa e Victor Luís pelo lado esquerdo. Os dois laterais disputavam posição e, algumas vezes, atuavam juntos pelo setor. E a exibição de Gilson na goleada contra a Portuguesa pode criar uma nova possibilidade para Jair Ventura.

O lateral esquerdo esteve muito bem na parte ofensiva, com duas assistências - uma delas em cruzamento na cabeça de Roger - e marcando o quarto gol do Botafogo em Los Larios. Com Victor Luís dono da posição atualmente, Gilson admitiu a possibilidade de atuar mais adiantado, como um ponta. Ele chegou a ser testado nessa posição na classificação contra o Olimpia, no Paraguai.

- Primeiramente, sou um lateral de ofício. Já joguei em outros clubes na linha da frente, e ontem fui feliz na parte ofensiva, com duas assistências e um gol. E como já joguei nessa função, se o Jair optar, estou preparado. Na Libertadores, entrei assim contra o Olimpia-PAR. Estávamos tendo dificuldade e, junto com o Victor ali, nós minamos a equipe adversária. A decisão é do Jair. Mas lembrando que sou lateral de ofício - disse o lateral-esquerdo na coletiva desta sexta-feira.

Apesar da polivalência pela esquerda, Gilson gosta de lembrar que a lateral é sua posição de orgiem e preferência. Até por isso, ele valoriza o bom momento no Carioca para acirrar a disputa com Victor Luís por uma vaga como titular.

- Procuro meu espaço. O pensamento é jogar, respeitando os companheiros. Quero estar bem e deixei o Jair com um problema bom, fiz uma boa partida. E o Victor sabe que não pode dar moleza, estou correndo por fora. Sempre com respeito, claro. E quem tem a ganhar com isso é o Botafogo - completa Gilson.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos