Jadson emagrece, adquire ritmo e chega para decisões 'perto do ápice'

Não foi por acaso que Jadson teve a sua melhor atuação desde a volta ao Corinthians na última quarta-feira, contra o Linense, quando fez gol, deu assistência e cobrou falta na trave. O meia está mais magro e forte, readquiriu ritmo de jogo após quatro meses de inatividade e foi preparado para chegar "voando" em abril, mês no qual o Timão terá uma série de decisões.

Por isso, o camisa 77 é uma das principais esperanças da equipe para este sábado, às 18h30, contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, no duelo de ida das quartas de final do Paulistão.

A comissão técnica alvinegra entende que ele ainda não está 100%, mas chegará no nível ideal justamente no momento mais importante do Campeonato Paulista e em meio a partidas importantes da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana.

- Desde que voltei ao Corinthians, falei que precisaria de um certo tempo para recuperar o ritmo porque é normal. Qualquer atleta que fica três meses sem jogar perde condicionamento, desequilibra a musculatura. Não gosto de falar em porcentagem, mas a cada jogo que passa me sinto melhor - disse Jadson, ao LANCE!.

Walmir Cruz, preparador físico do Corinthians, também destacou a evolução do atleta de 33 anos e, embora não tenha revelado quantos quilos o meia perdeu, reconheceu que ele está mais magro. Segundo ele, o que está bom ainda pode melhorar!

- É preciso tomar mais cuidado quando o jogador vem num período de inatividade, para não queimar etapas. Fizemos com ele três a quatro semanas de treinamento intenso. A dedicação do Jadson foi muito boa, e a alimentação, muito regulada. Ele foi consciente nisso para baixar o peso. A cada três dias, em dois ele treinava em dois períodos. Ele está em evolução ainda, acredito que nesse mês de abril ele vai estar muito melhor do que quando chegou. Não digo no ápice, mas em uma condição muito boa para que possa suportar essa sequência de jogos importantes - explicou, ao L!.

Jadson já atuou em oito partidas desde seu retorno ao Timão, sendo titular em sete delas. Além de estar mais "solto" em campo, ele se vê mais confiante e entrosado com os companheiros:

- A sequência de jogos e o entrosamento são fundamentais. Você acaba pegando mais confiança para arriscar mais jogadas, recupera o condicionamento e a velocidade de raciocínio, começa a conhecer o posicionamento dos companheiros e as jogadas acabam saindo com mais naturalidade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos