Payet fala em "arrependimentos" no polêmico adeus ao West Ham

  • AFP PHOTO / BORIS HORVAT

Em 11 jogos no seu retorno ao Olympique de Marselha, quatro gols e boas atuações. Apesar do bom momento na equipe francesa, que está na quinta posição da Ligue 1, Dimitri Payet teve que voltar a comentar a sua polêmica saída do West Ham, da Inglaterra, na última janela de transferências.

"Sim, tenho arrependimentos. Ainda mais porque nunca esquecerei todo o amor que o clube e as pessoas me deram. Depois, não pude ficar contra quem reagiu mal. Eu acho que eles me odeiam tanto quanto me amaram", disse o meia ao "Canal+", completando sobre seu sentimento ao deixar o Inglês.

"Não, não foi difícil deixar a Premier League. Além disso, eu voltei para Marselha, um lugar que conheço bem. Gosto do treinador (Rudi Garcia), com um novo projeto. Acho que foi mais complicado para o West Ham do que para mim. Aconteceu naturalmente, houve uma urgência por deixar o West Ham. Devido ao meu nível e o caminho em que eu estava, tive medo de perder minha vaga na França e ser menos convocado", finalizou.

Aos 30 anos, Payet chegou ao Olympique de Marselha após uma transferência na casa dos 25 milhões de euros (R$ 83 milhões) por um contrato válido até junho de 2021. Na Inglaterra, fez 15 gols em 60 jogos.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos