Terror: explosão em metrô atinge São Petersburgo e deixa mortos

Por volta de 14h40 (8h40 de Brasília) desta segunda-feira, a cidade de São Petersburgo passou por momentos de pânico. Uma explosão atingiu o metrô da cidade russa, deixando pelo menos dez mortos e mais de 20 feridos, segundo o Comitê Nacional Antiterrorismo do país.

De acordo com a agência de notícias "Interfax", foram contabilizados 25 feridos - entre estes uma criança. Todos foram já hospitalizados. Tratado como ataque terrorista até pelo Estado, o triste caso teria ocorrido enquanto o trem se movia da estação Tekhnologichesky Institut para a Sennaya Ploshchad, segundo relatos de testemunhas.

- Naturalmente, sempre analisamos todas as possibilidades: acidental, criminal e, claro, de caráter terrorista. Veremos, a investigação dará em breve uma resposta sobre o que ocorreu - disse o presidente Vladimir Putin, nascido em São Petersburgo.

Aleksandr Kurennoi, procurador geral da Rússia, foi enfático ao lidar o episódio como "ataque terrorista". Em entrevista à emissora "Vesti-24", ele salientou que fará o "máximo para esclarecer os fatores que tornaram possível esse ataque terrorista e para evitar novos casos no futuro".

Além das contundentes palavras de Kurennoi, há outro indício que de fato houve terrorismo: o Comitê Antiterrorismo local confirmou que desativou uma outra bomba encontrada na estação de metrô Ploshchad Vosstaniya.

Cabe lembrar que São Petersburgo será uma das sedes da Copa das Confederações, a ser realizada entre junho e julho de ano. Além disso, também receberá jogos da Copa-2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos