Mais chute e paciência: Renato dá receita para Santos vencer a Ponte

O Santos precisa vencer a Ponte Preta pelo placar mínimo, na próxima segunda-feira, às 20h, no Pacaembu, pelo jogo de volta das quartas de final do Paulistão, para levar a decisão para os pênaltis. Para que isso aconteça, Renato tem o caminho.

Segundo o camisa 8, o Peixe precisa fazer alguns reparos. O primeiro é arriscar um pouco mais. Já o segundo, é uma característica que o volante domina muito bem.

- Quando pegamos times assim, fechados, com duas linhas de quatro, é preciso ter paciência e às vezes é melhor pelas laterais. Não tivemos tantas finalizações, mas a Ponte Preta não chegou na cara do Vanderlei. Eles aproveitaram o contra-ataque e ficamos mais expostos, mas chegamos pelos lados. Temos que buscar a linha de fundo e a finalização dentro da área. Temos que chutar fora da área, Vitor, Bruno e Ricardo chutam bem, pedimos pro Lucas arriscar, e não arriscar tanto aquele passe que ele gosta. Às vezes encontramos dificuldades contra defesas mais congestionadas - explicou o meio-campista de 37 anos.

Ainda sobre corrigir alguns erros, os seis dias de preparação foram comemorados no CT Rei Pelé.

- Sabemos que dificilmente vai ter tempo de trabalhar, então podemos corrigir algumas coisas. Se a Ponte vier retrancada, temos que nos preparar para criar chances de gols e não sofrer com o contra-ataque. Podemos recuperar alguém, alguém que sinta dores musculares... Calendário não dá muita oportunidade de trabalhar - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos