Chilenos quebram cadeiras da Arena Corinthians e brigam com policiais

Uma grande confusão envolvendo torcedores da Universidad de Chile e a Polícia Militar marcou o jogo de estreia do Corinthians na Copa Sul-americana, nesta quarta-feira, na Arena de Itaquera. Cerca de 30 minutos antes de a bola rolar, pedaços de assentos do setor de visitantes do estádio do Timão foram arremessados em direção aos setores Leste Inferior e Sul, onde estavam os torcedores da equipe brasileira. A área da torcida chilena estava ocupada quase em sua totalidade e, segundo profissionais de imprensa do país, entre 800 e mil pessoas se deslocaram de Santiago (CHI) a São Paulo para a partida.

Após os momentos de tensão com o quebra-quebra de cadeiras e o revide de torcedores corintianos, que atiraram os assentos de volta, além de outros objetos, a Polícia Militar agiu na contenção. Acuados no início da ação, os policiais controlaram a situação e aumentaram a área de isolamento entre os corintianos e os torcedores rivais.

Pouco antes do início da partida, os torcedores chilenos também acenderam sinalizadores no setor visitante da Arena, o que é proibido nos estádios brasileiros, e exibiram faixas.

Ainda não há informações detalhadas a respeito dos danos à Arena Corinthians, já que os atos de vandalismo ocorreram antes de a bola rolar para a partida válida pela primeira fase da Copa Sul-americana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos