Gilmar Mendes manda soltar ex-vice-presidente do Flamengo

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o ex-vice-presidente do Flamengo, Flávio Godinho, seja solto. O ex-dirigente rubro-negro é apontado como braço direito do empresário Eike Batista e está preso no Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Godinho foi preso no fim de janeiro, suspeito de envolvimento no esquema de pagamento de propinas com empreiteiras que atuavam no Rio de Janeiro.

Em reportagem publicada na noite desta quarta-feira, o portal G1 transcreveu parte da decisão do ministro Gilmar Mendes.

- O paciente não estaria na liderança da alegada organização criminosa. Nesse quadro, mesmo que imbuído do propósito de embaraçar a instrução criminal, não está evidente o potencial do investigado de pôr em marcha plano para tanto. Não se indica razão concreta e suficiente para crer no risco de que o paciente venha a praticar crimes semelhantes na atualidade. Dessa forma, o perigo que a liberdade do paciente representa à ordem pública ou à instrução criminal pode ser mitigado por medidas cautelares menos gravosas do que a prisão - escreveu Gilmar Mendes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos