Prestes a superar Aranha no Santos, Vanderlei reencontra antecessor com invencibilidade no Pacaembu

Vencer no Pacaembu. É isso que o Santos precisa para pelo menos levar para os pênaltis o jogo de volta das quartas de final do Paulistão, na segunda-feira, às 20h, contra a Ponte Preta. Da série de 17 vitórias do Peixe no Pacaembu, o goleiro Vanderlei esteve presente em 12, tendo levado apenas oito gols. E se Vanderlei e companhia derem sequência às vitórias, o camisa 1 poderá alcançar ainda mais.

Isto porque com 118 jogos no Alvinegro, ele está prestes a ultrapassar o antecessor Aranha, que agora defende a Macaca do outro lado. O antigo camisa 1 chegou à marca de 125 jogos até 2014, antes de passar o bastão para Vanderlei.

- Difícil explicar (o sucesso no Pacaembu). É a nossa segunda casa e sempre está lotado. Tem estrutura boa, gramado, entorno. Com apoio, empolga nós jogadores. Consequentemente, fazemos boas partidas - explica, em entrevista ao LANCE!.

Por causa de Vanderlei, a Ponte Preta conquistou a vantagem de um gol. O arqueiro protagonizou um dos lances mais importantes da partida de ida, ao impedir o segundo gol da Macaca com o rosto.

Devido ao placar mínimo, os santistas acreditam ser possível garantir a classificação nos 90 minutos. Principalmente Vanderlei.

- Pro atleta nunca deixa de ser difícil nenhum jogo. Todo campeonato que a gente entra, é para vencer. O Paulista não é diferente. Quanto mais título ganhar, vai estar mais próximo de construir sua história no clube. A situação é difícil, a Ponte conseguiu bom resultado, mas nós temos condições de reverter esse placar - acrescenta.

Embora a obrigação de balançar as redes seja dos jogadores de linha, eles sabe, que quando o desafio é no Pacaembu, dificilmente o Peixe sairá perdedor. Não com Vanderlei na meta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos