Dorival defende Vitor Bueno e pede paciência: 'Já foi decisivo'

O camisa 7 Vitor Bueno não vive boa fase na equipe de Dorival Júnior, já que foi marcado por parte da torcida após o gol perdido contra o Palmeiras. No entanto, para o técnico o meia ainda será muito importante para o time e ressaltou as habilidades e características do atleta. Além disso, pediu paciência ao torcedor pela oscilação de Vitor.

- Vitor Bueno tem o maior número de gols da equipe e o que mais deu passes de gols. Precisamos ter um pouco de paciência com o atleta nesse momento um pouco instável. A instabilidade é da equipe, não só dele. Cabe a nós reverter. Fizemos jogos brilhantes, excelentes contra o Palmeiras, Strongest... e eles foram importantes, decisivos. Não vejo situação nenhuma, mesmo que busquemos essa regularidade. Não vejo motivo para nos alertar. Essa equipe pode dar um retorno bem rápido a uma situação que se mostra um pouco instável - explicou em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

Em 13 jogos, Vitor acumulou seis gols e uma assistência, além de ter participado 41,66% dos gols do Peixe. Com a oscilação, o jogador correu risco de perder a titularidade para Vladimir Hernández ou Copete.

Pela primeira vez no ano o Peixe poderá entrar com força máxima em campo. Na partida contra a Ponte Preta, no Pacaembu, às 20h, o time do comandante deverá ser: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Verissimo, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

O Alvinegro precisará vencer por dois gols de diferença da Macaca para garantir a vaga na semi-final. Caso consiga marcar apenas um gol, a decisão será definida pelos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos