Eduardo Baptista: 'Nós vamos ser favoritos sempre se jogarmos assim'

Eduardo Baptista costuma repetir que o favoritismo tantas vezes colocado em cima do Palmeiras só se torna real com uma boa postura em campo. Pois para o treinador, o que o time apresentou na vitória sobre o Novorizontino por 3 a 0 é o suficiente para fazê-lo ser colocado desta forma.

- Vamos ser favoritos sempre se jogarmos desse jeito. Esse favoritismo tem de vir após os 90 minutos. Hoje posso falar, porque provou em campo. Essa história de melhor elenco, de ser favorito, não vai passar de palavras se não tiver atitude, organização - analisou o treinador.

- O Novorizontino foi um adversário que se mostrou muito forte, tentou jogar nos dois jogos, valorizou as duas vitórias do Palmeiras. Mas nosso time foi equilibrado, conseguiu principalmente hoje controlar o jogo, procurar os espaços que o Novorizontino fornecia e tivemos um bom aproveitamento, 22 bolas no gol, importante estar buscando o gol. Estava 3 a 0 e nosso time marcando pressão lá em cima no campo deles, isso mostra a determinação do grupo. São coisas boas - acrescentou.

Com dez vitórias em 14 jogos, o Verdão é o dono da melhor campanha do Paulistão e agora aguarda a definição do próximo adversário. Independente de quem enfrentar, o Palmeiras fará a segunda partida em casa.

Para o próximo jogo, Eduardo terá a volta de Róger Guedes, suspenso. Só que o camisa 23 ainda não tem volta garantida ao time.

- Pela qualidade do elenco, vai ser difícil achar um time ideal. Róger Guedes, Willian ou Michel? Você tem que sentir o momento. Mas a gente está encontrando a espinha. A gente tem um desenho de cinco, seis, sete, oito atletas. A repetição dessa base é importante. Aí, principalmente na frente, você mexe em uma peça ou outra, ou por estratégia ou pelo momento do jogador - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos