Abel vê aprendizado em derrota e 'perdoa' bandeirinha: 'Melhor do Rio'

A eliminação do Fluminense na Taça Rio, neste domingo em virtude da derrota por 3 a 1 para o Botafogo, não terá grande impacto na temporada do Tricolor. Até por isso, Abel Braga assimilou a desclassificação com naturalidade. Para o técnico, a equipe formada por titulares e reservas teve bons momentos e as falhas servirão de lição para os próximos jogos.

- Estamos falando de um impedimento, de um pênalti e da derrota. Vamos para a próxima. Estou contente, não com o resultado, mas com a entrega. Já deu para perceber que se uma equipe faz dois gols nós não desistimos. Vamos tirar algumas lições. O primeiro gol foi uma bola lenta, dava para fazer tudo, menos o botafogo fazer o gol. O segundo não existiu. Cinco jogadores impedidos é um recorde - disse Abel, antes de comentar o lance:

- Não vou criticar o bandeira. Eu o conheço, é um cara do bem. É o melhor que tem no Rio de Janeiro. O árbitro não teve critério nos amarelos. Eu não o conhecia, até achei estranho porque ele nunca tinha apitado um clássico.

Sem culpar a arbitragem pela derrota no Estádio Nilton Santos, Abel Braga creditou o primeiro e o terceiro gols do Botafogo, nos inícios das etapas, à falta de atenção do time. No mais, o treinador já está pensando na Copa do Brasil.

- Os erros foram pontuais. Tivemos maior posse de bola, forçamos o jogo pelo lado... Seria injusto dar bronca no intervalo (como foi no último Clássico Vovô). Tem que ter o feeling. Eles (os jovens) vão aprender com os próprios erros a ter mais concentração, a serem mais cascudos - finalizou o comandante.

De folga nesta segunda-feira, o elenco do Fluminense retorna às atividades na terça-feira, às 10h, no CT Pedro Antonio. Abel Braga inicia a preparação para o jogo contra o Goiás, quinta, pela quarta fase da Copa do Brasil, em Goiânia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos