Arsenal perde feio do Crystal Palace e vê Liga dos Campeões bem distante

O Arsenal voltou a ter uma atuação decepcionante e perdeu feio nesta segunda-feira. A equipe do técnico Arsène Wenger visitou o Crystal Palace e foi derrotada por 3 a 0, no encerramento da 32ª rodada do Campeonato Inglês. Townsend, Cabaye e Milivojevic marcaram os gols do dérbi londrino.

A situação dos Gunners é complicada na busca por um lugar na próxima Liga dos Campeões. A derrota deixa os londrinos em sexto, com 54 pontos. O Manchester City, que está em quarto, soma 61. Já o Crystal Palace chegou a 34, em 16º, abrindo seis pontos da temida zona do rebaixamento.

Foi a maior derrota sofrida pelo Arsenal para o Crystal Palace em toda a história. E também foi a primeira vitória de Sam Allardyce sobre Arsène Wenger.

A temporada do Arsenal vem sendo decepcionante. Em 20 anos à frente dos Gunners, Wenger não ficou abaixo da quarta colocação em nenhuma temporada. Até o momento, os Gunners estão em sexto, mas não dá sinais de que pode sair do buraco. A torcida pede a saída do treinador. Em tom de ironia, os fãs rivais pedem encarecidamente a permanência do francês.

Em campo, o Arsenal não se encontrou. Foi um time desorganizado e sem criatividade, apesar de ter Özil e Sánchez como titulares. A equipe teve muitos desfalques, como os goleiros Cech e Ospina. Melhor para o Palace, que abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo com Townsend, que recebeu cruzamento de Zaha e finalizou sem chances para Martínez.

Zaha estava inspirado e levava a defesa do Arsenal à loucura. O atacante recebeu pela direita e rolou para trás. Cabayé pegou de primeira e fez um golaço, mandando por cima do goleiro dos Gunners. A situação do Arsenal ficou ainda pior quando Martínez fez pênalti em Townsend. Na cobrança, Milivojevic fez o terceiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos