Quebra-cabeças: como Jair pode escalar o Botafogo na Libertadores

A lista de desfalques do Botafogo só fez aumentar nesta segunda-feira, quando, após exames médicos, Airton e Montillo foram diagnosticados com problemas físicos mais preocupantes. Dois titulares do meio-campo alvinegro, ambos fora dos jogos contra Atlético Nacional e Barcelona. Eles se juntam a Marcelo, que não se recuperou a tempo, Jonas, Marcinho e Carli, além de Jefferson, Luis Ricardo e Bochecha, que não estão inscritos na Copa Libertadores. Diante do cenário, como Jair Ventura vai escalar o time?

O grande problema é, certamente, a lateral direita. Com três especialistas da posição lesionados, há a real necessidade de improvisação. O mais simples a ser feito seria a escalação de Emerson, abrindo mão da "geladeira" relativa à questão contratual. O treinador, na última sexta-feira, garantiu ter o jogador à disposição, e cogitou utilizá-lo.

- Tem chance. Há a situação contratual, mas, no campo, eu decido. O jogador está à disposição e vou usá-lo. Entra na situação do Camilo (fora de posição), ele joga de lateral. Vai falar que não quer? Pode ser uma opção dentro dessa nova carência - admitiu Jair.

Se não for Emerson o escolhido, Fernandes, que foi o escolhido para o time de reservas, é outra possibilidade. No Clássico Vovô, ele fez partida regular, mas cometeu o pênalti que resultou no gol tricolor. Outras opções são Victor Luís, promovendo a entrada de Gilson, que vive boa fase, ou Bruno Silva, outro já titular. Deslocar o camisa 8, porém, é uma possibilidade pequena, visto que Airton, outro titular na proteção à zaga, não poderá jogar. Seria cobertor curto.

Na zaga, a comissão técnica espera por Carli, que sofrera uma fissura no pé direito há pouco mais de duas semanas. A possibilidade maior é que ele esteja em campo contra o Barcelona, na semana que vem. Sem ele, e sem Marcelo, Igor Rabello é opção natural para formar dupla com Emerson Silva, até porque Renan Fonseca não está inscrito.

No meio-campo, a expectativa de mudança de sistema tático, que colocaria Camilo no banco, foi o estopim para a confusão do fim da semana passada. Com três volantes, o camisa 10 sairia para a entrada de Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense, Matheus Fernandes ou até João Paulo. Agora, sem Montillo, mais um dos reservas começará jogando.

No ataque, a expectativa é pela total recuperação de Sassá. O atacante sentiu dores no ombro direito no último jogo. Recuperado, é opção em boa fase para o decorrer da partida desta semana, e uma rara boa notícia nos últimos dias.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos