A repercussão do vexame do Barça na imprensa internacional: 'Crucificados'

Para o Barcelona, o resultado contra a Juventus esteve muito distante do esperado: outra acachapante goleada sofrida, desta vez por 3 a 0, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, dia posterior ao jogo, jornais da Espanha não perdoaram a péssima atuação dos blaugranas.

O catalão "Sport" traz uma bela capa, onde o técnico Luis Enrique aparece de braços abertos à beira do gramado. A oportuna manchete "crucificados" reflete a dor que os torcedores culés sentiram, assim como na ida diante do Paris Saint-Germain, pelas oitavas da Champions (4 a 0).

Outro relevante diário esportivo da Catalunha, o "Mundo Deportivo" optou por destacar uma frase de Lucho em seu espaço mais nobre: "Muito triste, muito grave". Além disso, em menos destaque, frisa uma curiosa declaração do comandante do Barcelona: "Parecia o terceiro tempo do jogo contra o Paris Saint-Germain, na França".

Em Madri, como é tradicional, os veículos costumam provocar e alfinetar o Barcelona. Dando enfoque ao triste ataque terrorista ao ônibus do Borussia Dortmund, o "Marca" não perdeu a oportunidade de cutucar o principal rival do Real Madrid, adjetivado como "horrível" após mais um "desastre".

VIBRAÇÃO NA ITÁLIA

Na Itália, a sensação está em outro extremo. A euforia tomou conta dos jornais italianos, como não poderia ser diferente. O "Tuttosport", de Turim, chamou a atenção para a ótima exibição de Dybala, que marcou dois gols, e ofuscou seu compatriota Messi. Por isso, escolheu a seguinte manchete:

- Messi? O marciano é Dybala - destacou o "Tuttosport, que ainda a renomada "La Gazzetta dello Sport" tratar o camisa 21 como "joia".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos