Perto de primeira final, Douglas está confiante: 'Indo com o pé direito'

Um dos destaques da equipe do Vasco, Douglas vai disputar sua primeira final como profissional neste domingo, contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos. O jovem volante, de 18 anos, admite que a decisão da Taça Rio tem um peso diferente das que disputou na base, mas mostra confiança na conquista.

- É minha primeira final no profissional, e é diferente da base. Agora tem mais responsabilidade. É uma sensação muito boa que eu estou tendo, estamos vindo de uma semana muito boa, de vitórias e no empate contra o Flamengo deixamos uma boa impressão para a torcida. Acho que a gente está indo com o pé direito para a final - disse o volante em coletiva após o treino desta quarta-feira.

Como o Botafogo encara o Atlético Nacional nesta quinta-feira pela Libertadores, na Colômbia, fica a dúvida se o Alvinegro vai escalar força máxima no domingo. Para Douglas, isso pouco importa, já que o adversário não mudará seu jeito de jogar. Ele conta que vai tentar ver um pouco do jogo do rival pela competição continental para estudá-lo.

- Vindo com time reserva ou titular, o modo de jogo deles é o mesmo. Sempre que tem oportunidade, a gente tem que tentar assistir o adversário para ir estudando. Que nesse jogo a gente possa diminuir nossos erros e ver os acertos deles para a gente tentar impedir isso. O que vier a gente está preparado, está trabalhando duro para isso.

O técnico Milton Mendes chegou e fez mudanças na equipe. Em seu esquema, Douglas ganhou mais liberdade para chegar ao ataque. No entanto, ele revela que o treinador pede que ele não deixe a desejar na marcação.

- O Milton é um excelente treinador. Desde que chegou mudou um pouco a característica do time, que agora está bem mais compacto. Na minha posição mudou bastante. Agora eu tenho que apoiar mais o ataque. Mas se eu tenho perna para ir, tenho que ter perna para voltar. Isso que ele fala para mim. É isso que venho fazendo sempre - contou o volante.

Consolidado como um dos destaques da equipe em menos de um ano nos profissionais, Douglas diz que a cada dia se sente mais à vontade. Segundo ele, o seu crescimento tem ajuda dos jogadores mais experientes do grupo e os profissionais do clube.

- Me sinto bem mais à vontade, ganhando mais experiência a cada jogo que passa. Estou ganhando cada vez mais confiança também com os profissionais que tenho do meu lado, sempre falando, sempre orientando, fazendo tudo para me ajudar. Com isso eu venho crescendo a cada dia mais no trabalho e nos jogos - afirmou o jovem.

Ele destaca também que um fator para a boa fase é o bom ambiente entre os jogadores. Tanto que a sua discussão com Nenê na partida contra o Nova Iguaçu já está enterrada.

- Respeito sempre tem que ter, mas fora do campo a gente brinca demais também. Eu e Rodrigo, também com Luis Fabiano e Nenê. A gente tem uma brincadeira sadia. Isso é bom para o grupo todo, sempre fortalece. Ajuda bastante os mais novos essa convivência que a gente está tendo. O que aconteceu comigo e com o Nenê já está morto e enterrado. Sempre foi um cara que me ajudou bastante, não tenho o que falar dele.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos