Fechado! Grupo de investidores chineses finaliza compra do Milan

O negócio da China envolvendo o Milan e investidores do país asiático, enfim, foi concluída. Nesta quinta-feira, a longeva "Era Berlusconi" chegou ao fim, uma vez que a holding Rossoneri Sport Investment Lux pagou 740 milhões de euros (R$ 2,5 bilhões) para controlar 99,93% das ações do clube italiano. Deste valor, cabe ressaltar, 220 milhões (R$ 720 milhões) são de dívidas.

O próximo passo será dado nesta sexta-feira, quando haverá uma assembleia com os sócios para concretizar a transferência de ações para o fundo de investimentos. Uma entrevista coletiva para dar detalhes da compra também será realizada neste dia 14.

- A Fininvest (que pertence à família de Silvio Berlusconi) finalizou hoje a cessão à Rossoneri Sport Investment Lux da sua inteira participação, de cerca de 99,93%, da AC Milan - diz a nota oficial emitida por compradores e investidores.

- Os compradores confirmaram a intenção de cumprir importantes intervenções de recapitalização e fortalecimento patrimonial e financeiro do AC Milan - prosseguiu.

O Milan segue em baixa no futebol italiano e não vence o Calcio desde 2011. Nesta temporada, está em sexte, dez pontos atrás do último time classificado para a Liga dos Campeões e a 20 da liderança. Apesar disso, faturou a Supercopa da Itália ao derrotar a Juventus.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos