Após 0h de sexta-feira, Robinho parabeniza Santos por 105 anos

  • Reprodução/Instagram

Logo após a 00h00 desta sexta-feira, dia em que o Santos completou 105 anos de história, parte da torcida ainda reclamava do ídolo Robinho não ter parabenizado o clube que o revelou. No entanto, o Menino da Vila surpreendeu e deixou sua mensagem por meio de sua página no Facebook.

"Parabéns ao Santos por mais um ano de glória! Uma honra ter começado a minha história neste clube histórico! #santos #santastico #parabens #105", escreveu o atacante.

Criado no Santos, o ex-camisa 7 chegou nas categorias de base do clube aos 12 anos e se sobressaiu em 2002, quando conquistou o profissional e jogou ao lado dos companheiros Diego, Leo, Elano, Alex e André Luís, em um time mesclado com jogadores já experimentados pelo técnico Emerson Leão, como o Alberto, Maurinho e Fabio Costa. Esse foi o pontapé inicial para Robson de Souza guiar o Santos a um importante título: o Campeonato Brasileiro, onde quebrou o jejum da equipe de 18 anos desde a conquista do Paulistão em 1984 - em 2002 e também em 2004.

O craque explodiu em 2004, quando marcou 21 gols em 36 partidas no Campeonato Brasileiro. Mas, como tudo que é bom dura pouco, em 2005 o craque pediu para deixar o time alvinegro por sua vontade de jogar no Real Madrid e por zelar a segurança de sua família - a mãe do atacante foi sequestrada no ano anterior e ficou 41 dias em cativeiro.

Entretanto, a alegria voltou a reinar na Vila Belmiro, quanto os torcedores souberam que Robinho voltaria ao Santos por empréstimo em 2010. E ele não decepcionou. Mais dois títulos garantidos, sendo eles a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista.

Para finalizar a sua história com o Santos - até o momento - em 2014, após negociações, o Menino da Vila retornou ao Santos. Logo no ano seguinte, com a saída de Edu Dracena para o Corinthians, o craque voltou a ser o capitão do Santos. Com a confiança em alta, no confronto com a Portuguesa, em partida válida pelo Campeonato Paulista, marcou duas vezes e se tornou o segundo maior artilheiro da história do Peixe após Era-Pelé, com 111 gols, deixando para trás Serginho Chulapa, com 104.

O 'Rei das Pedaladas', apelido concedido pelo torcedor santista por conta da característica forte do jogador de 'pedalar' com a bola no 1x1 com o adversário, encerrou o vínculo com o Santos em junho de 2015 e não renovou. Atualmente joga pelo Atlético-MG, mas teve passagens por grandes clubes europeus, como o Real Madrid, Manchester City e Milan.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos