Transição, bola parada... Corinthians abre semana treinando fundamentos

Enquanto os jogadores que começaram como titulares na vitória por 2 a 0 contra o São Paulo permaneceram na parte interna do CT Joaquim Grava realizando um trabalho de hidroterapia para acelerar a recuperação física, os reservas do Corinthians participaram de um treinamento exigente no gramado. Em preparação para os compromissos decisivos contra Internacional e São Paulo por Copa do Brasil e Paulistão, respectivamente, o grupo realizou uma atividade técnica de mais de uma hora para aprimorar fundamentos de jogo.

Logo depois de um trabalho físico, os jogadores foram divididos em quatro pequenos grupos, em que a ideia era criar embates de dois jogadores contra dois jogadores, sendo cada dupla vinda de um lado do campo reduzido delimitado no gramado. Havia necessidade de que as transições defensivas fossem muito rápidas, porque a dupla que atacava em uma ação era a mesma que ia defender na seguinte, então era preciso recuperar espaço no campo de jogo para evitar o gol adversário. Em uma mesma atividade, ataque, defesa e transições foram trabalhadas por Carille e seus auxiliares, Osmar Loss e Cuca.

Um dos principais destaques deste treinamento foi o atacante Mendoza. Além das conclusões precisas na maioria dos lances que a imprensa pôde acompanhar, o colombiano também conseguiu fazer bom papel na defesa por conta da grande velocidade. O atacante não está inscrito em nenhuma competição do Corinthians na temporada, mas ganha espaço nos treinamentos e pode ser opção no Campeonato Brasileiro.

Logo após o fim do treino técnico, quatro jogadores aprimoraram as bolas paradas no CT: Fellipe Bastos, Marciel, Marquinhos Gabriel e Carlinhos, sendo que o último ainda fez um circuito físico leve, pois está voltando de lesão. Os três primeiros posicionaram um alvo no gol, uma barreira móvel na entrada da área e treinaram faltas por pelo menos 15 minutos, sob supervisão de Cuca.

O meia Danilo, já liberado do departamento médico quase oito meses depois de quebrar dois ossos da perna direita, segue uma rotina de trabalhos em campo. Ele tem um desequilíbrio muscular na perna e treinou em dois períodos nesta segunda-feira, justamente para acelerar a volta aos gramados. O Corinthians trata o retorno do meia de 37 anos com cautela, tanto que ele não participou do exaustivo treino técnico, e sim de uma leve atividade física sob o comando do preparador Fabricio Ramos. Danilo não tem data para voltar a jogar futebol.

O treinamento desta segunda-feira também teve duas presenças incomuns: o zagueiro Franklin, do sub-20, completou as atividades por conta da lesão de Vilson, e o ex-jogador Alex Alves, que teve passagens por Juventus, Botafogo e Portuguesa, fez uma espécie de estágio com o técnico Fabio Carille, pois está iniciando na função.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos