Embalada, Chapecoense tem duelo decisivo na Libertadores

A Chapecoense não poderia estar em melhor momento para encarar um jogo fundamental na fase de grupos da Libertadores. Vindo de oito vitórias consecutivas e com o título do returno do Catarinense, a Chape recebe o Nacional, atual líder do campeonato uruguaio, nesta terça-feira, às 21h45, pela terceira rodada do Grupo 7 da competição. A partida na Arena Condá terá transmissão em tempo real pelo site do LANCE!.

- O jogo é decisivo. Se quisermos nos classificar, temos que vencer amanhã (hoje). E é assim que vamos encarar o jogo, pois jogaremos em casa e estamos em um grupo muito equilibrado. Então, a vitória nos dá certa segurança - garantiu o goleiro Artur Moraes, capitão do time de Vagner Mancini, em coletiva.

E o experiente goleiro de 36 anos tem razão. A Chape é a última colocada da sua chave, com os mesmos três pontos dos seus rivais, mas saldo de gols pior - o único negativo. Um triunfo é fundamental para uma possível classificação.

E o bom momento da Chape teve início justamente após a derrota para o Lanús, em plena Arena Condá, pela segunda rodada da Libertadores. Desde então, o time se "encontrou". São 27 gols marcados, apenas cinco sofridos, título do returno estadual e vitória no jogo de ida da final da Recopa.

- Crescemos muito e achamos um a regularidade. Mas, agora, temos que ter ainda mais concentração e estar no nosso melhor. A torcida exige isso e a profissão também - completou o goleiro.

Grolli entre os relacionados

A grande novidade do treino tático da última segunda-feira na Arena Condá foi o retorno do zagueiro Douglas Grolli. Recuperado de uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda que o tirou dos gramados desde o confronto com o Figueirense, no último dia 1, o defensor treinou normalmente, mas entre os reservas, seguiu para a concentração e está entre os relacionados.

Luiz Otávio e Nathan formaram a dupla de zaga titular do time de Vagner Mancini. A atividade de ontem também serviu para aperfeiçoar a bola parada. No ataque, o trio Arthur, Wellington Paulista e Rossi deve se repetir.

Nacional desfalcado

Segunda maior torcida e segundo maior vencedor local, o Nacional tem três Libertadores, título que não vem desde 1988. Tradicional clube uruguaio, o Tricolor lidera o Campeonato de lá com 26 pontos e oito vitórias em onze rodadas. São apenas duas derrotas na temporada. Uma na Libertadores, para o Zulia, na segunda rodada e outra no Uruguaio, em 13 jogos na temporada.

O time treinado por Martín Lasarte tem dois jogadores para deixar os brasileiros atentos. A dupla, formada pelo lateral Fucile e o meia Alvaro González. O primeiro, contudo, é baixa, assim como o atacante Fernandez e o meia Viúdez.

Provável Chapecoense: Artur Moraes; Apodi, Luiz Otávio, Nathan e Reinaldo; Andrei Girotto, João Pedro e Luiz Antônio; Arthur, Rossi e Welington Paulista. Téc: Vagner Mancini.

Provável Nacional: Conde; Otálvaro, Rafael García, Diego Polenta e Luis Espino; Arismendi,Porras, Ramírez e Romero; Rodríguez e Silveira. Téc: Martín Lasarte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos