Santos 'guarda a bola', empata com o Santa Fe na Colômbia e segue líder

Missão cumprida. Com esse sentimento o Santos deixou o estádio El Campín, na Colômbia, na noite de ontem, ao empatar sem gols com o Santa Fe, pela terceira rodada da Libertadores. A atuação pode ser considerada apagada pelo torcedor mais acostumado ao DNA ofensivo, mas foi o suficiente para conseguir um ponto que deixa o Peixe na liderança do Grupo 2, com cinco pontos.

O Santa Fe, por outro lado, se esforçou bastante, mas mostrou extrema deficiência técnica para atacar. O maior trabalho de Vanderlei foram as bolas aéreas, mas ainda assim, o goleiro santista não levou grandes sustos na meta.

Depois de um primeiro tempo apático e só se defendendo, dando campo para os colombianos atacarem, na tentativa de um contra-ataque certeiro, a postura do Alvinegro na segunda etapa foi diferente.

Ricardo Oliveira, o alvo de todos os lançamentos, deixou o time para a entrada de Copete na metade do segundo tempo. Antes, Renato havia deixado a primeira marca com um chute de longe que passou perto da trave de Castellanos. Depois, foi a vez de Vitor Bueno receber na área, driblar e tentar o chute, travado pela zaga colombiana. Victor Ferraz chegou mais perto com um chute na trave, indícios de que, na qualidade técnica, o Peixe era superior aos donos da casa, mas preferiu se resguardar e garantir um ponto na tabela.

Em contrapartida, o Santos "guarda" o futebol para o jogo da quarta rodada, também contra o Santa Fe, no Pacaembu, no dia 4.

Enquanto se defendia, o time de Dorival Júnior tinha Bruno Henrique na ala esquerda como principal válvula de escape. Como já havia sido contra a Ponte Preta, no Paulista, o camisa 27 virou a referência santista nos ataques. Com drible e velocidade, ele mantinha o Peixe vivo no campo de ataque, mas dependia da participação de seus companheiros. Lucas Lima se fazia presente, mas tinha poucas opções de passe.

Aos 35 minutos, Jean Mota foi expulso pelo árbitro argentino Fernando Rapallini por retardar a partida. O cartão vermelho foi questionado pelos santistas. O lateral-esquerdo chegou a afirmar que o juiz não tinha apitado para que ele efetuasse a cobrança na lateral.

Sufoco no fim da partida, alívio após o apito final para o líder com um ponto de vantagem em relação ao The Strongest (BOL).

FICHA TÉCNICA

SANTA FE 0 X 0 SANTOS

Data-Hora: 19/4/2017 - 21h45

Local: EL Campin, Bogotá, Colômbia

Árbitro: Fernando Rapallini (Fifa- ARG)

Auxiliares: Juan P. Belatti e Gabriel Chade (Fifa-ARG)(RJ)

Público/renda: não divulgado

Cartões amarelos: Gordillo, Gómez, Perlaza, Mosquera e Plata (SFE), Thiago Maia e Bruno Henrique (SAN)

Cartões vermelhos: Jean Mota (SAN)

Santa Fé - Castellanos; Juan Roa, José Moya, Urrego e Mosquera; Gordillo, Perlaza (Omar Pérez - 16'/2ºT) , Gómez e Arango (Plata - 31'/2ºT); José Valencia (Ceter - intervalo) e Stracqualursi. Técnico: Gustavo Costas

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David, Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Leandro Donizete - 39'/2ºT), Bruno Henrique (Yuri - 49'/2ºT) e Ricardo Oliveira Copete - 24'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos