'Falta de confiança' fez Rodriguinho não bater pênalti decisivo pelo Timão

Após a eliminação para o Internacional na quarta fase da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira, o meia Rodriguinho declarou que não quis cobrar um pênalti, pois estava sem confiança. O jogador também reclamou de dores no joelho e revelou teve cãibra no decorrer do confronto.

- Eu estava bem cansado, com dor no joelho, sentindo cãibra. Falei que se tivesse alguém mais confiante, que batesse - afirmou o apoiador.

O técnico Fábio Carille confirmou que o armador não quis bater o pênalti por se sentir pressionado, reiterou a falta de confiança do camisa 26 e entendeu a justificativa do atleta. O comandante corintiano explicou a escolha do lateral-esquerdo Guilherme Arana para cobrar a penalidade.

- Conversei com o Rodriguinho, trouxemos o Jadson para dentro, ele recuou mais, estava sofrendo um pouquinho. Depois, ele não se sentiu confiante para fazer. Faz parte, temos de escutar o atleta também. Por isso decidimos pela ida do Arana - disse o treinador.

Carille ainda lamentou a eliminação para o time gaúcho e ligou o sinal alerta para o duelo de volta contra o São Paulo, onde o Timão irá encarar o rival pela semifinal do Paulistão.

- A gente tem que aprender rápido, saber que faz parte. Falei aos garotos que perderam pênaltis: não foram vocês que saíram da Copa do Brasil, foi o Corinthians. Está todo mundo um pouco cabisbaixo - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos