Eduardo, sobre irritação de Borja: 'Se achar que não pode sair é complicado'

Miguel Borja não gostou de ser substituído no jogo entre Palmeiras e Ponte Preta, neste sábado, no Allianz Parque. O colombiano chutou um copo d'água ao sair do gramado para a entrada de Willian e disse "sempre eu, sempre eu", de acordo com o Sportv. Após a partida, o técnico Eduardo Baptista não fez muita questão de esconder que não gostou da reação.

- Nosso grupo é forte. Se você achar que não pode ser substituído, é complicado. Acredito que ele esteja nervoso com ele mesmo. Veio a peso de ouro, tem a responsabilidade de fazer gols e está com dificuldade. Estamos buscando ajudar. Acho que esse nervosismo veio de dentro dele mesmo, talvez uma auto-crítica - disse o treinador.

Autor de quatro gols pelo Palmeiras, Borja tem 11 jogos pelo clube, mas apenas dois completos. Eduardo Baptista, em vários momentos de sua entrevista coletiva, exaltou Willian, o principal concorrente do camisa 12.

- Não é só a falta de gols (o motivo para as substituições de Borja). Tenho jogadores que estão em alto nível, tenho um Willian no banco que tem seis gols na competição - declarou.

- Borja é um jogador como outro qualquer. Se estiver bem, desempenhando bem a função, é titular. Hoje infelizmente não pude contar com o Willian para iniciar, ele praticamente não treinou na semana por causa de uma pancada no tornozelo. Fez um treino hoje pela manhã. A concorrência ali é grande, o Willian é o artilheiro da equipe por sinal. Vamos avaliar quem está melhor para jogar.

Miguel Borja foi contratado por 10,5 milhões de dólares, com aporte da Crefisa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos