Histórico! Novo Hamburgo derrota o Grêmio nos pênaltis e se classifica para a final do Gaúcho

No Estádio do Vale, Novo Hamburgo e Grêmio duelaram para ver quem faria a final do Campeonato Gaúcho contra o Internacional. Após o empate em 1 a 1 na Arena, as duas equipes voltaram a empate pelo mesmo placar e a partida foi para a disputa por pênaltis. No tempo normal, Barrios abriu o placar para o Tricolor e Júlio Santos empatou. Nos pênaltis, o Noia venceu por 7 a 6 e se classificou para a decisão que não acontecia desde 1952, quando ainda não era Novo Hamburgo. Será a sexta final de Campeonato Gaúcho da história da equipe.

O Jogo

A partida começou morna, com as duas equipes se estudando em campo. A primeira chegada da partida foi do Grêmio, mas Pedro Rocha não conseguiu a finalização dentro da área. Aos 27, Geromel subiu mais alto e cabeceou com perigo ao gol de Matheus. Aos 34, Edilson cobrou falta que passou muito perto do gol do Noia. A primeira oportunidade dos donos da casa veio aos 39, quando Branquinho deixou João Paulo na cara de Grohe, mas o atacante finalizou para fora. No último lance do primeiro tempo, Bolaños tocou para Luan, que finalizou no zagueiro e no rebote ninguém conseguiu alcançar a bola e mandá-la para o gol.

Na volta do intervalo, o Novo Hamburgo pediu pênalti logo no primeiro minuto, após entrada de Marcelo Oliveira em Branquinho, mas o juiz mandou a partida seguir. Aos 5, Léo cobrou falta na cabeça de Assis, que perdeu grande oportunidade de abrir o placar. Um minuto depois, Renato colocou Barrios na partida e no primeiro ataque dele, o paraguaio serviu Luan que chutou por cima.

Aos 19, Barrios recebeu na entrada da área e chutou firme para abrir o placar, 1 a 0. Precisando, pelo menos, do empate o Noia se mandou ao ataque e chegou ao empate aos 28: após escanteio de Preto, Júlio Santos cabeceou sem chances para o Grohe, 1 a 1. Na comemoração do gol, um torcedor do Novo Hamburgo caiu do alambrado e a partida foi paralisada para atendimento médico. Reiniciada a partida, o Tricolor ainda teve uma última oportunidade, mas Matheus e Júlio Santos garantiram que a partida fosse para os pênaltis.

Nas penalidades máximas, João Paulo, Léo, Pablo, Júlio Santos e Juninho Silva marcaram para o Novo Hamburgo, enquanto Maicon, Lucas Barrios, Luan, Marcelo Oliveira, Ramiro, Arthur marcaram para o Grêmio. Na série de cinco cobranças, Lincoln e Pedro Rocha desperdiçaram para o Tricolor, enquanto Preto e Assis perderam para o Noia. Nas alternadas, Kannemann parou em Matheus, e os donos da casa se classificaram para a decisão após vencer por 7 a 6.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos