'Projeto Clayson': Corinthians analisa caminhos para tentar reduzir custos

A pedido da Ponte Preta, o Corinthians decidiu esperar até o fim do Campeonato Paulista para investir definitivamente na contratação do atacante Clayson, hoje titular da equipe finalista da competição - contra o próprio Timão, aliás. Apesar da espera para a efetivação da proposta, a diretoria do time da capital não está parada. No momento, são estudadas alternativas para reduzir os custos da operação, e um dos caminhos pensados é ceder algum jogador por empréstimo à equipe de Campinas.

O atual elenco do Corinthians conta com jogadores que agradam à diretoria e comissão técnica da Ponte Preta, como os volantes Marciel e Cristian. Os dois têm perfis e custos diferentes, mas uma coisa em comum: não atuam com frequência na temporada. Enquanto Marciel completa um mês sem jogar no próximo sábado, Cristian atuou somente uma vez na temporada e está afastado do elenco por conta de críticas à diretoria e ao técnico Fabio Carille. Ainda há outros jogadores que despertam atenção da Macaca, como o atacante Mendoza, que não atuou nenhuma vez na temporada.

A preocupação do Corinthians é o limite de jogadores que podem ser emprestados a outros clubes no Campeonato Brasileiro. Atualmente o Timão tem o zagueiro Yago e o atacante Lucca em ação na Macaca, e só mais um nome é permitido. Neste caso, a Ponte Preta teria que indicar um nome preferido para ter até o fim da temporada e, desta forma, reduzir os custos da operação pela contratação de Clayson.

O Corinthians deseja adquirir pelo menos 50% dos direitos econômicos do atacante da Ponte Preta, que tem multa rescisória avaliada em R$ 10 milhões. Publicamente, o discurso do presidente Roberto de Andrade é de cautela.

- Vamos conversar sobre o Clayson assim que terminar o campeonato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos