Simulação em Inter x Caxias pode render punição longa a Zago

A cena esdrúxula que Antônio Carlos Zago protagonizou na partida em que o Internacional despachou o Caxias e foi para a decisão do Gauchão pode render dores de cabeça ao técnico nas próximas rodadas. Presidente do TJD-RJ, Marcelo Jucá Barros detalhou que a tentativa clara do técnico do Internacional em simular que sofreu uma agressão de um atleta do Caxias, está prevista no Código Brasileiro de Justiça Desportiva:

"O treinador não está imune a ser julgado também em casos de simulação. A Procuradoria do Rio Grande do Sul pode oferecer denúncia caso o fato vá para a súmula do árbitro, ou ao assistir às imagens da partida. Neste episódio de Antônio Carlos Zago, a simulação é muito explícita", afirmou, ao LANCE!.

Barros ainda apontou o período no qual o treinador pode ficar de fora dos gramados:

"Este caso é enquadrado com base no Artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por assumir 'qualquer atitude contrária à desportiva ou à ética desportiva'. A punição prevista é de duas a seis partidas, caso seja punido".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos