Tribunal marca julgamento de Fagner e Cueva antes de final do Paulistão

O lateral-direito do Corinthians, Fagner, corre o risco de não disputar a segunda final do Campeonato Paulista, dia 7 de maio, contra a Ponte Preta, na Arena. Ele será julgado juntamente com o meia Cueva, do São Paulo, na próxima terça-feira, dia 2, pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP).

Os jogadores trocaram ofensas no último domingo, em clássico pela semifinal do Paulistão. Após xingamentos, Cueva tentou dar uma cabeçada em Fagner, mas não conseguiu. O lateral alvinegro revidou com uma joelhada na coxa do peruano.

Eles foram denunciados no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: praticar ato desleal ou hostil, passível de suspensão de uma a três partidas.

Havia a expectativa de que Fagner e Cueva fossem julgados só depois da decisão do Estadual, já que é feriado na próxima segunda-feira, dia em que as reuniões do TJD-SP costumam ocorrer. Contudo, o presidente do tribunal, Antonio Olim, convocou uma reunião extraordinária da segunda comissão da corte desportiva para o dia seguinte.

O risco maior neste caso é para o corintiano. Como o São Paulo está fora do Paulistão, Cueva só cumprirá eventual suspensão na próxima competição organizada pela Federação Paulista de Futebol.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos