Diego Souza marca, mas Santa Cruz vence o Sport na Ilha do Retiro

O encontro entre Sport e Santa Cruz costuma ser eletrizante. E se o jogo por si só já é motivo de grande mobilização para jogadores e torcedores, o caráter decisivo por conta da partida de ida da semifinal da Copa do Nordeste, deixou o clima ainda mais quente. Neste sábado, Diego Souza voltou a marcar pelo Leão da Ilha, mas Léo Costa e Halef Pitbull garantiram a vitória tricolor por 2 a 1, em plena lha do Retiro.

As equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, dia 3 de maio, às 21h45 (de Brasília), no Estádio do Arruda, com o Santa Cruz tendo boa vantagem no duelo.

O Sport foi a campo com um time bastante ofensivo. A estratégia do técnico Ney Franco foi apostar no trio Diego Souza, Juninho e André comandando o ataque rubro-negro. A primeira boa oportunidade aconteceu na marca dos 25 minutos. Juninho recebeu bom lançamento no meio da área e saiu cara a cara Jacsson. O goleiro, por sua vez, fez grande defesa, evitando o primeiro gol dos donos da casa.

Na sequência, o Santa Cruz chegou duas vezes com Léo Costa. Na primeira tentativa, o goleiro Magrão mandou para escanteio, mas, na segunda, a cabeçada firme do camisa 7 encontrou o caminho certo e a bola só parou no fundo rede. O cruzamento foi de Thomás, que passou sem dificuldades pela marcação pelo lado esquerdo do campo.

Apesar do gol, o Sport não se abateu. Aos 37, Diego Souza foi derrubado dentro da área por Tiago Costa. O próprio camisa 87 foi para a cobrança, acertando o canto direito do gol. Foi o décimo gol de Diego Souza na temporada.

Na volta do intervalo, o Sport levou mais perigo à meta adversária. Mena teve espaço para avançar até a linha de fundo, caprichou no cruzamento, mas a bola acabou passando por Diego Souza e Juninho. Depois disso, a partida ficou mais faltosa e o árbitro foi forçado a distribuir cartões amarelos.

O Leão da Ilha ainda insistiu e ditou o ritmo do jogo na etapa complementar, no entanto, o Santa Cruz foi eficiente para conseguir o segundo gol. André Luís fez grande jogada pela direita, passando por três defensores e costurando até o meio, na direção de Halef Pitbull. O atacante só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede, colocando fim ao jejum de oito jogos em marcar. Na comemoração, Pitbull celebrou em cima do escudo do Sport, levando parcela da torcida tricolor ao delírio na Ilha.

Ney Franco imediatamente promoveu a entrada de Fábio no lugar de Ronaldo no meio de campo rubro-negro, mas a mexida não foi o suficiente para que o Sport retomasse a vantagem no placar. No fim das contas, a equipe de Vinicius Eutrópio, que busca o bicampeonato da Copa do Nordeste, soube administrar bem a vantagem até o apito final no 'Clássico das Multidões'.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos