Ferraz ressalta chegadas fortes do Santa Fe e prevê novo ritmo do Peixe

Depois de enfrentar The Strongest (BOL), Sporting Crystal (PER) e Santa Fe (COL), os santistas já elegeram o adversário mais violento da Libertadores. Para o lateral-direito Victor Ferraz, os colombianos têm a marcação mais forte, o que deverá se repetir no Pacaembu, na quinta-feira, às 21h45.

No entanto, o camisa 4 não teme as jogadas mais duras e aposta em uma postura diferente do Peixe em relação ao jogo no El Campín, em Bogotá, em que o Alvinegro esperou o Santa Fe em seu campo de defesa para não sofrer com contra-ataques.

- Temer, não. Mas terão a mesma proposta. O Gordillo principalmente. O Copete e o Vladimir falaram que é do estilo dele. Chega forte. A marcação do Santa Fe é agressiva. Costumam deixar a bola chegar no lado e pressionam o lado da bola. Trabalhamos isso com passes rápidos. Vamos tentar usar o gramado molhado do Pacaembu para rodar a bola rapidamente. Eles jogam no contra-ataque. Trouxemos o time para trás para tirar o contra-ataque. deles na Colômbia.

- Vai ser um jogo completamente diferente. Precisamos propor o jogo. Vamos tentar fazer igual contra a Ponte. Amassar eles, empurrar para o campo deles. O torcedor viu um time aguerrido, vibrante. A Ponte não chutou a gol. Isso que queremos. Podendo fazer gols, queremos deixar o jogo mais tranquilo - disse o lateral-direito.

Uma vitória na quinta-feira pode deixar o Santos a quatro pontos do Santa Fe e mais perto da classificação para as oitavas de final.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos