Sem Valdivia e lateral, Santos se fecha para o mercado antes do BR-17

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Dorival não contará com novas contratações no plantel

    Dorival não contará com novas contratações no plantel

Diferentemente dos anos anteriores, o Santos não pretende mais se reforçar entre o fim do Paulista e o início do Brasileirão. A última chance disso acontecer foi na negociação com o meia Valdivia. Sem sucesso o ex-palmeirense, o Peixe decidiu fechar o elenco após uma reunião entre o técnico Dorival Júnior e dirigentes.

As possíveis mudanças no plantel serão em relação às saídas. O meia Vecchio, que foi reintegrado ao elenco recentemente, tem uma proposta do Rosario Central, da Argentina, restando apenas a liberação da diretoria santista.

Os volantes Alison e Fernando Medeiros, que estavam emprestados a Red Bull e Botafogo-SP, respectivamente, o meia Serginho, que estava no Santa André, o atacante Lucas Crispum, que retorna do Ituano e o goleiro Gabriel Gasparotto, que foi cedido à Ferroviária se apresentam nesta semana, mas não serão aproveitados.

O Peixe chegou a ir ao mercado em busca de um lateral-esquerdo que pudesse ser aproveitado também no time B, mas não encontrou boas opções. Além disso, Dorival testou Jean Mota, Matheus Ribeiro e Copete na vaga do lesionado Zeca, que retorna em um mês.

Vale lembrar que o Peixe gastou R$ 24 milhões nas contratações de Cleber, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete, Kayke, Vladimir Hernández e Bruno Henrique no início da temporada.

Destes, o atacante Bruno Henrique, que custou R$ 14 milhões, é titular. O zagueiro Cleber chegou a ganhar oportunidades, mas sofre com problemas físicos e perdeu o posto para Lucas Verissimo, cria da base do Peixe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos