Corinthians tem cinco 'candidatos' a capitão na decisão; Carille escolherá

Cinco jogadores são candidatos a serem o capitão do Corinthians no segundo jogo das finais do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta. Depois de abrir a vantagem de 3 a 0 no primeiro duelo, em Campinas, o Timão entra em campo na Arena Corinthians como forte favorito à conquista - apenas um placar que nunca ocorreu em Itaquera pode tirar o título do time dirigido por Fábio Carille. Desta forma, o rodízio de capitães promovido em 2017 pode definir quem vai erguer a taça do Estadual no próximo domingo.

O já mencionado rodízio de capitães é utilizado pelo Corinthians desde os tempos de Tite e não foi abandonado durante as passagens de Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira e agora Fábio Carille, que teve sete jogadores diferentes ocupando a função nas 27 partidas do ano, incluindo pré-temporada, Paulistão, Copa do Brasil e Sul-americana. A margem de opções de Carille diminui com as suspensões de Gabriel e Rodriguinho, que já foram capitães no ano, mas ficam fora da finalíssima pelo terceiro cartão amarelo.

Restam cinco opções para a função na atualidade: Fagner (capitão em seis partidas no ano), Balbuena (capitão em cinco jogos), Cássio (capitão em quatro jogos), Jadson (capitão em três jogos) e Jô (capitão em três jogos). Além deles, Rodriguinho foi capitão em cinco oportunidades e Gabriel em mais uma. Os outros titulares (Pablo, Guilherme Arana, Maycon e Romero) não foram capitães em nenhuma partida neste ano.

Fábio Carille costuma escolher e anunciar ao grupo o capitão de cada partida pouco antes da bola rolar. Desta vez, porém, dada a importância da decisão, há possibilidade de antecipação. A escolha está nas mãos do comandante.

"O Fábio costuma definir e avisar os jogadores durante a preleção no vestiário. Foi assim o campeonato todo, foi assim no Moisés Lucarelli, quando ele colocou o Jô como capitão. E deve ser assim também na final. Até porque não estamos pensando na taça, em quem vai levantá-la, fazer um ótimo jogo e aí sim quem sabe depois fazer a festa do título", explica, à Rádio Transamérica, o preparador físico do Corinthians, Walmir Cruz.

Outro fator que adia a definição do capitão para o segundo jogo contra a Ponte Preta é a condição de Fagner, que será julgado nesta terça-feira por conta dos lances com Cueva no clássico diante do São Paulo, pelas semifinais. Em caso de suspensão, as opções de Carille serão ainda mais reduzidas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos