Dívida por Kazim faz Coritiba entrar com ação judicial contra Corinthians

O Corinthians foi notificado de uma ação judicial aberta pelo Coritiba para cobrar o atraso de três parcelas na compra dos direitos econômicos do atacante Kazim, realizada no início da temporada. O clube paulista prometeu pagar R$ 1,25 milhão pela transação, mas até agora acumula apenas dívidas. Depois de tentativas de acordo nas últimas semanas, e dias antes do vencimento da quarta prestação, a equipe paranaense decidiu entrar na Justiça.

A diretoria alvinegra chegou a sugerir o empréstimo de atletas como forma de abater a dívida com o Coxa, mas a proposta não foi aceita. Uma das possibilidades era a transferência do meia Guilherme, mas ele rechaçou essa hipótese e só topou a transferência para o Atlético-PR. Diretor de futebol do Coritiba, Alex Brasil chegou a viajar a São Paulo para tratar do débito, mas não obteve sucesso. O assunto, sem seguida, passou a ser discutido pelos departamentos jurídico e financeiro dos clubes.

Além das parcelas já vencidas, o Coritiba acrescentou na conta as duas parcelas que ainda não venceram, de maio e junho. A dívida passa de R$ 1,3 milhão envolvendo os valores e também os juros da negociação. O Coritiba pede que a Justiça realize a penhora de bens do Corinthians caso não haja pagamento. Oficialmente, nenhuma das partes comenta o caso.

Kazim tem apenas 13 jogos com a camisa do Corinthians, mas conquistou o carinho da Fiel torcida por conta das declarações e comportamento extra-campo. Ele deve ficar no banco na final do Campeonato Paulista, neste domingo, na Arena.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos