Jorge Fellipe diz que Madureira sai de cabeça erguida do Carioca

Titular do Madureira no Campeonato Carioca, o zagueiro Jorge Fellipe fez um balanço da participação dele e também do time no Estadual. A equipe do Subúrbio carioca chegou na semifinal da Taça Guanabara e alcançou a classificação para a Série D de 2018.

- Meu principal objetivo era fazer um grande campeonato e voltar a jogar por um clube de maior expressão. Acho que fiz um grande trabalho, me entreguei, me doei e ajudei o Madureira a ficar numa boa colocação no Carioca, que foi interessante para o clube e para os jogadores. Agradeço a oportunidade que o Madureira me deu, é um clube que sempre me abriu as portas, mas agora tenho que ter paciência, esperar as coisas serem resolvidas e em breve definirei o meu futuro - disse o defensor de 28 anos, que analisas propostas para o segundo semestre.

Jorge, que tem passagens por clubes como Atlético-PR, Náutico, Paysandu, Figueirense e Juventude, acredita que o Tricolor Suburbano poderia ter chegado mais longe no Carioca, mas diz que a conquista da vaga na Série D, que era o principal objetivo do clube, fez com que ele saísse de Conselheiro Galvão com a cabeça erguida.

- Poderíamos ter ido mais longe, mas o futebol é assim, as coisas nem sempre acontecem como queremos. Chegamos na semifinal da Taça Guanabara, mas faltou um pouco de sorte e competência para passarmos à final. Conseguimos a vaga na Série D e saio com a cabeça erguida. Atingimos as metas do clube e isso é gratificante para mim e para os meus companheiros. Nos unimos, viramos amigos e ajudamos o Madureira - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos