Após igualar Coutinho em Libertadores, Oliveira fala em "orgulho" no Santos

  • Marcello Zambrana/AGIF

Aos três minutos do jogo em que o Santos levou a vitória sobre o Santa Fe por 3 a 2, na última quinta-feira (4), o capitão Ricardo Oliveira conquistou uma importante posição na história do clube e marcou seu 11º gol na Libertadores para igualar ao ídolo Coutinho na competição. Além disso, desencantou e quebrou o jejum de cinco rodadas sem balançar as redes.

Atrás de Pelé, com 16, e Robinho e Neymar, com 14 na história do time alvinegro no torneio continental, o camisa 9 se citou orgulhoso pela marca alcançada, mas dividiu com o grupo a realização pessoal.

"Tenho a sensação de orgulho em fazer parte deste elenco, de trabalhar com jogadores que, acima de tudo, são amigos, parceiros, que se doam em prol do Santos, para que o clube esteja no lugar mais alto das competições que dispute. Fico feliz de fazer parte desta família e instituição e, também, poder dizer que aos poucos estou cavando um pouco mais em sua história. Quero seguir avançando e proporcionando alegria aos nossos torcedores", explicou.

Ricardo Oliveira foi artilheiro em 2003, quando acumulou nove gols pelo Santos na Libertadores. Já na temporada de 2017, o camisa 9 marcou contra The Strongest e Santa Fe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos