Chapecoense perde por 1 a 0, mas conquista bicampeonato inédito

Foi sofrido, mas a Chapecoense conquistou em casa seu primeiro título após o acidente em Medellín. O troféu foi seguido de uma derrota por 1 a 0 para o Avaí e veio por conta da vantagem conquistada na primeira partida, quando venceu o adversário pelo mesmo placar em Florianópolis.

Apesar de ter vindo com derrota, a conquista é o que a Chapecoense precisava para acreditar no futuro. Quem levantou a taça foi justamente o goleiro Artur Moraes, que falhou aos 27 minutos e deixou o Azurra sair na frente, com gol de Leandro Silva, marcado com um chute cruzado na direção oposta a que o defensor estava.

Durante os minutos iniciais, o Avaí mostrou-se ágil e se impôs em campo, evitando aproximação do Verdão. Mas, no restante da partida, teve dificuldade notável para criar chances de gol, mesmo mais motivado pelo placar, que diminuiu a vantagem da Chape. Apesar disso, a equipe leonina teve oportunidade de marcar o segundo no final da partida com Rômulo, mas o lance obrigou Artur a fazer uma bela defesa.

No segundo tempo, Vagner Mancini até tentou modificar o placar do jogo, ao colocar Apodi e Tulio de Melo nos lugares de Nathan e Wellington Paulista. Mais oportunidades começaram a aparecer para as duas equipes e o nervosismo só aumentou quando o árbitro decretou cinco minutos de acréscimos. Nervosismo suficiente para Nenê ser expulso aos 47 do segundo tempo.

A essa altura do campeonato, qualquer gol decretaria o campeão, mas pelo bem do Índio Condá, ele não veio e a Chape conseguiu seu bicampeonato inédito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos