Hulk se defende diante de agressão a auxiliar de time rival: 'Não é verdade'

Destaque do Shanghai SIPG, Hulk se defendeu das acusações de agressão ao auxiliar do Guizhou Zhicheng. As equipes foram a campo neste último sábado, quando o time do atacante brasileiro venceu o duelo do Campeonato Chinês por 3 a 0. Através das redes sociais, o ex-jogador de Porto e Zenit se defendeu e negou qualquer agressão ao rival.

- Não é verdade que eu teria agredido. O que houve no intervalo foi xingamento por parte do auxiliar-técnico deles contra o nosso time na saída do campo. Ele gritava muito e ofendia. Xingamos de volta e cada time foi para o seu lado. Na volta do intervalo, ele ficou no corredor nos esperando, mas voltamos com os seguranças. Como ele foi demitido após o jogo está se defendendo e fazendo acusações. Me escolheu por ter sido destaque do jogo e para ter mais repercussão - declarou Hulk, complementando:

- Infelizmente, estão tentando prejudicar minha imagem. O técnico do time rival está me acusando de agressão. Onde ele viu isso? Eu não tive comportamento violento de forma alguma! Eu tenho minha consciência limpa. Deus sabe. Eu só quero fazer o que eu mais amo, que é jogar futebol! Estou muito feliz na China, gosto e respeito todo o povo chinês - escreveu o brasileiro em sua conta oficial no Intagram.

De acordo com o técnico Li Bing, demitido pelo Guizhou, Hulk deu um soco no auxiliar Yuy Ming, que teria caído no chão. Em resposta, o Shanghai SIPG saiu em defesa do atacante, afirmando que as acusações não condizem com a verdade. As imagens das câmeras de segurança foram solicitadas pelo Shanghai na tentativa de provar que não houve a agressão denunciada pelo treinador rival.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos