Vida nova, artilharia e o 'primeiro' título: Jô vira exemplo no Corinthians

A contratação de Jô, ainda no fim do ano passado, teve desconfiança por parte da torcida do Corinthians. O atacante ainda carregava a fama ruim dos tempos de Internacional e Atlético-MG por conta de problemas extracampo, mas logo em sua chegada ao time ele avisou: sua vida havia mudado "100%" após tornar-se cristão há cerca de dois anos. E ele provou em campo que virou um "novo Jô", sendo o artilheiro e um dos principais jogadores da equipe na campanha do título paulista.

Aos 30 anos, Jô se tornou exemplo para os demais jogadores do elenco, especialmente aos jovens por também ter sido cria do Terrão. O atacante, inclusive, comanda o "Bonde da Zona Leste", que conta com os garotos Léo Santos, Guilherme Arana, Maycon e Léo Jabá, todos oriundos de bairros da zona leste de São Paulo. Jô disse em algumas oportunidades que os trata "como filhos".

A importância do atacante para o Corinthians não é apenas extracampo. Dentro das quatro linhas, Jô participou de 17 partidas no Paulistão e marcou seis gols - o primeiro do Corinthians no campeonato e os outros cinco nos cinco clássicos disputados.

O início desta passagem de Jô no Corinthians, porém, não foi só de alegria com a Fiel. Ainda na segunda rodada do Paulistão, o atacante desperdiçou um pênalti na derrota para o Santo André, na Arena, e começou a sofrer críticas da torcida. Ele até chegou a perder a posição de titular para Kazim, que lesionou-se depois de alguns jogos. Sem reserva, Jô segurou a bronca: engatou uma sequência de 11 partidas como titular (13 contando as que entrou no segundo tempo) até ser poupado.

Em sua volta ao clube após quase 12 anos, Jô conquista seu primeiro Paulistão em campo - ele participava do grupo campeão estadual em 2003, mas não chegou a atuar e disse que "nem considera como um título". Exemplo dentro e fora de campo, o atacante provou que valeu a pena a aposta da diretoria corintiana.

"O Corinthians abriu as portas, e eu mostrei que tenho lenha para queimar. Não estou satisfeito com o que fiz até agora, mas me sinto muito feliz pelo que estou apresentando", analisa Jô, lembrando os seis meses sem jogar no fim do ano passado.

Com uma vida "100% mudada" e cheio de vontade, Jô quer aumentar sua galeria de títulos pelo Corinthians nesta sua segunda passagem - ele agora tem dois Paulistas e um Brasileirão, em 2005. É o que a Fiel também espera!

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos