Como uma escolinha pode ficar com 20% da possível venda de Vinicius Junior

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

Tão logo concretize a venda do atacante Vinicius Junior para o Real Madrid ou qualquer outro clube, o Flamengo terá de repassar um percentual que pode chegar a 20% do valor da transação para a Time Forte Eventos Esportivos Ltda. A empresa beneficiária da comissão é responsável pela concessão das franquias de Escolinhas de futebol do Rubro-Negro.

Vinicius Junior entrou na Escolinha do Flamengo de São Gonçalo, em 2004, aos quatro anos. E, em 2010, ingressou nas divisões de base do clube da Gávea.

Ao ser aproveitado pelo Flamengo, a Time Forte passou a ter direito de receber pelo atleta. No contrato assinado em 2011, e que continua válido após sucessivos aditivos, o clube tem de repassar para a empresa 10% do valor líquido que receber por atleta revelado nas escolinhas e negociado antes dos 23 anos.

Na iminência de negociar Vinicius Junior com o Real Madrid, por aproximadamente R$ 150 milhões, o Flamengo teria de repassar R$ 15 milhões à Time Forte. Mas esse valor pode aumentar.

A Time Forte iniciou a parceria para desenvolver as Escolinhas em 2000. Em 2006, ela foi renovada até 2011 com um percentual de comissão de 20% sobre o valor bruto da transação de cada atleta revelado.

E essa divergência entre 10% do compromisso atual e 20% vigente no período em que Vinicius Junior foi para o Flamengo é o primeiro ponto de discórdia.

"A nossa posição é a de ser parceiro, porque queremos continuar esse relacionamento de sucesso. Mas aguardamos um posicionamento da diretoria do Flamengo", disse o diretor executivo da Time Forte, José Fernandes, que não quis comentar o assunto.

Em site, Flamengo reconhece vínculo com Escolinha

Apesar da recusa tanto de Flamengo, que em nota rejeitou comentar o que classificou de "qualquer tipo de especulação sobre Vinicius Junior", quanto da Time Forte em falar sobre o assunto, o LANCE! apurou que clube e empresa já buscam uma solução para a questão.

Até porque, juridicamente, o Rubro-Negro poderá ter um problema, caso tente desvincular a imagem do atacante Vinicius Junior à Escolinha do clube de São Gonçalo, onde ele foi revelado.

Em matéria publicada no site oficial do Flamengo, no dia 17 de abril de 2014, sob o título: "Da Escolinha para a Seleção Brasileira", o clube reconheceu que o atacante foi revelado no núcleo de São Gonçalo.

"Em 2004, Vinícius José Paixão de Oliveira Junior entrou na Escolinha Fla de São Gonçalo, com apenas 4 anos de idade. Passados dez anos, o atacante das categorias de base do Rubro-Negro foi convocado para a seleção brasileira sub-15", escreveu o clube, em um trecho da matéria.

No texto, o Flamengo ainda ressaltou que, a princípio, Vinicius Junior fez teste para o futsal. Mas seus pais optaram por esperar o atleta completar dez anos para colocá-lo no futebol de campo, fato que ocorreu em 2010.

"É a primeira vez que sou convocado e senti muita emoção, fiquei muito feliz. Sempre foi meu sonho chegar à seleção e também sonho em jogar pelo profissional do Flamengo", disse, na ocasião, o atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos