Bartra volta aos treinos no Dortmund após ataque ao ônibus do time

O zagueiro Bartra voltou aos treinos no Borussia Dortmund nesta quarta-feira. Os companheiros comemoraram o retorno do zagueiro e fizeram até selfie com o defensor. Ele estava fora de ação desde o dia 11 de abril, quando teve ferimentos nos braços e uma fratura no punho após o atentado contra o ônibus que levava a delegação do time para o Signal Iduna Park para o primeiro jogo das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Monaco.

No dia seguinte, Bartra passou por uma cirurgia no braço, que sofreu uma fratura por conta das explosões junto ao ônibus da equipe. Ele saiu do hospital quatro dias depois e iniciou a sua recuperação. Apesar de ter voltado aos treinos, o zagueiro espanhol ainda não tem prazo para jogar.

A polícia prendeu o suspeito pelos ataques ao veículo. Ele foi identificado como Sergej W., de 28 anos, que teria feito o atentado por motivos econômicos. Em 11 de abril, dia do episódio, ele comprou cerca de 15 mil opções ou direitos de venda de ações do Dortmund, com prazo de validade até o dia 17 de junho. Segundo o jornal "Bild", poderia ter recebido até 3,9 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões).

Com a queda do valor das ações por conta dos atentados, Sergej W. pretendia lucrar com a venda dos títulos ao preço estabelecido quando comprou os direitos de venda dos mesmos.

Por conta do ataque, ele é acusado de tentativa de homicídio, detonação com material explosivo e lesões físicas graves.

O Borussia Dortmund tem mais três partidas a realizar nesta temporada. Pelo Alemão, visita o Augsburg, no próximo sábado, e recebe o Werder Bremen no dia 20. A equipe ainda faz a final da Copa da Alemanha contra o Eintracht Frankfurt, no dia 27.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos