Sem pilares da zaga, Vasco busca reformulação no setor para se firmar

  • Marcelo Sadio/vasco.com.br

Durante pouco mais de três anos, quem olhava para a escalação do Vasco notava praticamente 100% das vezes a dupla Luan e Rodrigo na zaga titular. Os dois, desde 2014 quando passaram a jogar juntos, se consolidaram como pilares defensivos do Cruz-Maltino, sendo referência para os companheiros e importantes na mescla de juventude com experiência do elenco. Para o Campeonato Brasileiro, porém, isso não será mais visto. Luan e Rodrigo deixaram São Januário - o primeiro para o Palmeiras e o segundo está para acertar com a Ponte Preta - e agora o Vasco corre contra o tempo para reformular o setor e se firmar na elite do futebol nacional neste 2017.

Foram mais de 100 jogos que Luan e Rodrigo estiveram juntos. A dupla conquistou com o Vasco o bicampeonato carioca, apesar de também terem passado por momentos complicados, como rebaixamento no Campeonato Brasileiro e a consequente disputa da Série B. Até o início do ano eram considerados nomes intocáveis do grupo. Sem eles, agora, o Cruz-Maltino conta apenas com dois nomes na posição - Jomar e Rafael Marques. Ricardo, zagueiro do sub-20 destaque neste primeiro semestre, foi integrado aos profissionais para compor neste momento de reformulação. E seguem negociações para as contratações de mais dois zagueiros - os mais próximos são Anderson Martins, que já atuou no clube, e Xandão.

Para minimizar um pouco deste problema enquanto o elenco não é fechado, novas alternativas estão sendo testadas no Vasco. Nos últimos jogos-treino, como por exemplo o disputado diante do Bangu, o volante Jean foi recuado para a zaga - posição que já defendeu o Paraná - no esquema 3-6-1 montado por Milton Mendes. Outro volante, Julio dos Santos também vem participando de algumas atividades em São Januário como zagueiro. Opções criadas no Cruz-Maltino para que a equipe consiga se firmar na competição e parar com a gangorra que deu bastante dor de cabeça aos torcedores nas últimas temporadas - muito pelos rebaixamentos sofridos.

O trabalho segue árduo no Vasco para que esses pilares sejam repostos rapidamente. As mudanças foram vistas como necessárias pelas atuais comissão técnica e diretoria do clube e internamente são consideradas benéficas, dando uma maior qualidade ao setor principalmente com os desejos de reforços para a zaga se concretizarem. No domingo, na estreia no Campeonato Brasileiro diante do Palmeiras, fora de casa, Jomar e Rafael Marques estão sendo preparados para darem conta do recado enquanto as novas contratações não se concretizam. O que a torcida cruz-maltina mais quer neste momento é que a trajetória regular de Luan e Rodrigo seja mantida por seus substitutos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos