Tudo igual: Flamengo e Atlético-GO empatam sem gols no Maracanã

Flamengo e Atlético-GO empataram sem gols num jogo morno, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo de volta será no dia 24, no Serra Dourada, em Goiânia (GO). O Rubro-Negro carioca atuou com vários reservas após o título do Campeonato Carioca e não apresentou um grande futebol. Já os visitantes optaram por se defender em boa parte do tempo.

O primeiro tempo foi um tanto frio, com poucas chances de gol. Matheus Sávio e Paquetá tentavam fazer algumas tabelas para surpreender os visitantes, mas esbarravam na marcação. A melhor chance do primeiro tempo foi de Leandro Damião, que cabeceou para fora numa saída errada do goleiro Kléver. O camisa 1 se recuperou aos 44 minutos, quando fez boa defesa em cabeçada de Paquetá.

O Dragão foi inofensivo na maior parte do primeiro tempo e chegou pouco. Muralha foi um mero espectador em campo durante os 45 minutos iniciais. Por isso, mesmo longe do seu padrão de jogo, o Flamengo foi superior e merecia ter vencido a primeira etapa.

O jogo morno teve impacto na arquibancada. Uma parte da torcida do Flamengo cantou incansavelmente no primeiro tempo, mas um bom grupo de torcedores assistiu em silêncio, tamanha a calmaria em campo.

Para mexer com o ânimo da equipe, no intervalo, Zé Ricardo tirou Gabriel e colocou Pará em campo. Desta maneira, Rodinei passou a jogar como ponta direita, melhorando a produção ofensiva do time. A alteração deu certo. O Flamengo voltou mais "aceso" e quase abriu o placar com o próprio camisa 2 aos oito minutos do segundo tempo. Após jogada trabalhada, a bola do autor do gol do título Carioca acertou caprichosamente a trave.

O Atlético-GO manteve o ritmo do primeiro tempo e só ameaçou, pouco, em jogadas de bola parada. Com o passar do tempo, o Dragão melhorou a marcação e dificultou a criação de jogadas do Flamengo. Então, Zé Ricardo chamou Ederson para o jogo. Sem jogar há quase dez meses, o camisa 10 recebeu apoio da torcida em seu retorno aos gramados.

Apesar da tentativa do treinador rubro-negro, o panorama do jogo não mudou muito. A entrada de Vizeu no lugar de Damião animou novamente a torcida da casa. O garoto se esforçou e chamou o jogo, mas faltaram oportunidades claras para abrir o placar. O Flamengo ainda fez pressão no fim, mas a partida terminou em zero a zero.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 0 X 0 ATLÉTICO-GO

Data/hora: 10/5/2017, às 19h30

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Auxiliares: José Eduardo Calza (RS) e Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartões: não houve

Público e renda: 33.161 presentes/ 30.092 pagantes / R$ 816.820,00

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Juan, Rafael Vaz, Renê; Cuéllar, Ronaldo e Paquetá; Gabriel (Pará, intervalo), Matheus Sávio (Ederson, 23'/2°T) e Leandro Damião (Felipe Vizeu, 30'/2°T). Técnico: Zé Ricardo.

ATLÉTICO-GO: Kléver, Bruno Pacheco, Ricardo Silva, Roger e Eduardo; Marcos, Walterson (Silva, 48'/2°T), Igor e Jorge; Everaldo (Betinho, 49'/2°T) e Viçosa (Bonfim, 48'/2°T). Técnico: Marcelo Cabo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos