Pela sexta vez, Fifa adia decisão sobre reconhecimento da Palestina

Reunido nesta quinta-feira, o 67º Congresso da Fifa adiou novamente a decisão sobre o pedido de reconhecimento oficial da Federação de Futebol da Palestina. A reunião foi em Manana, capital do Bahrein.

O presidente da federação palestina, Jibril Rajoub, fez uma petição lembrando que a decisão já foi adiada outras cinco vezes. Porém, o congresso aprovou uma resolulção para que a solicitação seja decidida apenas em março de 2018. Esta data foi marcada para que o mediador da entidade máxima do futebol no conflito entre Palestina e Israel, o sul-africano Tokyo Sexwale, consiga terminar um relatório sobre o caso.

O Congresso da Fifa também aprovou o fim de uma suspensão que impedia o Iraque de receber amistosos.

GUATEMALA E KUWAIT SUSPENSOS

O Congresso também confirmou as suspensões das Federações de Guatemala e do Kuwait. Os primeiros estão afastados desde o dia 28 de outubro do ano passado. Isso porque a Assembleia da Federação Nacional de Futbeol não confirmou a continuidade de um Comitê de Regularizações proposto pela Fifa.

Esta proposta surgiu após a diretoria da entidade estar envolvida no escândalo de corrupção exposto pelo FBI em 2015. Para sair da suspensão, o Congresso da Guatemala precisa aprovar as reformas no estatuto da federação. Elas incluem a proibição da reeleição indefinida em sua presidência, maior participação feminina na direção esportiva e a criação de um órgão eleitoral e de ética.

Além disso, o Conselho votou para manter a suspensão para a Federação do Kuwait (197 votos a favor e oito contra) até que assuma as mudanças na lei do esporte do país propostos pela Fifa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos