Ex-Botafogo e Inter é destaque na França e joga todas pelo Nantes

  • AFP PHOTO / JEAN-SEBASTIEN EVRARD

O Campeonato Francês ainda está indefinido, com Monaco e PSG brigando rodada a rodada pelo título. As duas equipes contam com muitos brasileiros, que vêm sendo destaque no futebol do país. No entanto, em outro time da Ligue 1, há outro brasuca que está em evidência devido a sua regularidade. O lateral-esquerdo Lima, com passagens por Botafogo, Internacional e Goiás, atuou nas 36 partidas do Nantes até o momento na competição. E em todas elas, ficou os 90 minutos em campo.

Nas principais ligas da Europa, Lima é o jogador brasileiro com mais minutos em campo. Na França, apenas um jogador de linha tem mais tempo - contando acréscimos - que o lateral.

Lima atuou em 40 partidas na temporada e foi titular em 39 delas, entrando no segundo tempo na partida contra o Blois, pela Copa da França. O lateral também fez um gol, o da vitória por 1 a 0 sobre o Montpellier, pelo Campeonato Francês.

Na temporada passada, Lima foi um dos destaques do modesto Arouca, que fez história no Campeonato Português ao chegar, pela primeira vez em sua história, à Liga Europa. A boa fase em terras lusitanas chamou a atenção do Nantes, que o contratou para 2016/17.

O Nantes está na oitava colocação do Campeonato Francês, com 48 pontos. Faltando apenas duas rodadas para o fim da competição, a equipe não tem mais chance de se classificar para competições europeias.

Em entrevista ao LANCE!, o jogador fala sobre sua temporada pelo clube francês, a boa experiência no futebol português e a quebra do domínio do PSG no país.

Você chegou nesta temporada no Nantes e vem sendo um dos principais jogadores da equipe, tendo jogado todas as 36 partidas do time no Francês. A que você credita essa regularidade?

Fico feliz por ter jogado sempre desde que cheguei aqui. Todo mundo sabe como é difícil quando se muda de país, de campeonato. É um pouco complicada a adaptação, mas tenho mantido uma regularidade nos jogos, que é o mais importante, e espero manter isso até o final e terminar muito bem o campeonato com o Nantes.

Você é o segundo jogador de linha com mais minutos em campo na França. Qual o segredo para tantos jogos? Há algum trabalho para evitar lesões?

Fico feliz com mais esse dado importante de ter tantos minutos de jogo. É fundamental para o jogador estar atuando, e comigo não é diferente. Fico contente por isso, espero manter essa regularidade. O segredo para estar sempre à disposição é o trabalho diário, fazer uma boa pré-temporada e depois um bom trabalho para manter a condição física até o final. É difícil, mas não tenho tido lesões, não tenho histórico de problemas físicos, e espero manter essa condição, que é importante. É fundamental também ter uma boa alimentação depois de jogos e treinos.

Como vem sendo essa adaptação na França? É muito diferente de Portugal?

Graças a Deus a adaptação tem sido muito boa. Quando cheguei, fui muito bem recebido pelas pessoas do clube. No início, foi um pouco mais complicado por conta da língua, costumes diferentes. Mas eu vim focado em fazer o meu melhor e, hoje, tenho me sentido muito bem aqui. Claro, o futebol daqui da França é um pouco diferente de Portugal. É mais físico, de mais pegada, mais contato físico, mas tem muita qualidade, ótimos jogadores e equipes. Isso é bom para a evolução de cada atleta. Acredito que eu tenha evoluído muito como jogador desde que cheguei aqui e espero continuar crescendo com a minha equipe.

O Nantes chegou a ensaiar uma reação no Francês e brigar por competições europeias. O que faltou para o time estar em uma posição melhor na Ligue 1?

O nosso início de campeonato não foi muito bom, acabamos sofrendo um pouco no começo, o que dificultou o nosso primeiro sprint. Mas acredito que demos uma boa reagida. Temos que continuar focados e continuar com o pensamento de acabar o campeonato o mais alto possível na tabela.

Neste ano, o PSG já não tem o predomínio no futebol francês como em outras temporadas. Você acha que isso é importante para dar mais equilíbrio e emoção ao campeonato?

É importante, quanto maior a disputa, melhor acaba ficando o campeonato. Nesta temporada, tem equipes disputando ponto a ponto com o PSG, como é o caso do Monaco e do Nice. São times com ótimos jogadores, o que acaba valorizando ainda mais a Ligue 1. Para o próprio torcedor, é um atrativo maior quando a disputa abrange mais equipes. É muito importante para dar equilíbrio à competição. E ela vai se prolongar até o final. E vamos ficar na expectativa para saber quem será o campeão. Quem só tem a ganhar é o campeonato como um todo

Como tem visto o sucesso do Monaco nesta temporada?

Estamos acompanhando de perto e sabemos a qualidade do Monaco. Não é de agora que todos sabem que é uma grande equipe, tem feito um excelente Campeonato Francês, fez uma grande Liga dos Campeões. E só temos que dar os parabéns a eles e continuar acompanhando para saber onde eles vão chegar na Ligue 1. Tem tudo para terminar bem a temporada.

É a sua segunda temporada no futebol europeu. Na primeira, ajudou a levar o Arouca para a fase preliminar da Liga Europa pela primeira vez. Como foi essa experiência?

Foi uma excelente experiência que eu tive em Portugal, fico muito contente de ter feito parte daquele momento histórico, que foi levar o Arouca à Liga Europa pela primeira vez em sua história. Foi um momento de muita alegria para todos. Espero que cada ano que passe o clube possa continuar crescendo e evoluindo. E fica minha torcida e meu carinho pelo clube e pelas pessoas que trabalham lá. Vou continuar acompanhando de longe e torcendo sempre para que continue crescendo.

O que você já percebeu de diferença entre o futebol francês para o português?

São dois excelentes campeonatos, tanto o Português como o Francês, que têm equipes de nível mundial, o que acaba sendo um grande atrativo para as pessoas que acompanham e também para os jogadores. O Português é mais tático, de mais estudo entre os times. O Francês tem muito contato físico, muita agressividade, tanto na marcação quanto no ataque. Há jogadores de muita qualidade em todas as equipes. Para a gente que joga, que disputa esse campeonato e também para quem assiste, é muito bom. Cada um deles tem suas características, suas virtudes. São dois ótimos torneios.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos