'Temos de falar menos e trabalhar mais', diz Pratto, sobre ira da torcida

Um dos poucos jogadores do São Paulo a conceder entrevista logo após a eliminação vexatória para o modesto Defensa y Justicia (ARG) na Copa Sul-Americana na noite desta quinta-feira foi o argentino Lucas Pratto. E ele bateu forte, ficando ao lado do torcedor nas críticas. Houve muitas vaias após o duelo, e Pratto falou que o grupo precisa falar menos e trabalhar mais.

- As vaias são ustas, a gente foi eliminado de duas já (Copa do Brasil e Paulista). E o torcedor é torcedor de um dos maiores clubes do Brasil e do mundo, tem que ficar inconformado de cair contra um time que joga primeira competição. Temos de levantar a cabeça porque o Brasileiro já começa domingo - afirmou Pratto, para responder depois sobre se o período só treinando era desculpa:

- Não é desculpa, não é desculpa. Temos de trabalhar, falar um pouco menos e trabalhar mais - afirmou.

O São Paulo foi eliminado de três competições em um mês, caindo para o Cruzeiro (Copa do Brasil), Paulista (Corinthians) e da Sul-Americana para o Defensa y Justicia. Foram 18 dias de treino, que não surtiram efeito. O time empatou pro 1 a 1 após sair na frente, e caiu depois de empatar fora por 0 a 0. No próximo domingo, enfrenta o Cruzeiro, em Belo Horizonte, na estreia no Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos