CR7 atinge nova marca e Real vence; Neymar anota hat-trick pelo Barça

Real Madrid e Barcelona seguem na disputa do título do Campeonato Espanhol. Neste domingo, os Merengues contaram com dois gols de Cristiano Ronaldo - que chegou a 401 pelo clube - para bater o Sevilla por 4 a 1, no Santiago Bernabéu. Nas Ilhas Canárias, Neymar foi o grande nome do jogo, anotando três gols no triunfo do time catalão por 4 a 1 sobre o Las Palmas. O zagueiro Marlon foi titular no confronto.

As duas equipes seguem empatadas na ponta do Campeonato Espanhol, agora com 87 pontos. O Barcelona leva vantagem nos critérios de desempate, mas o Real Madrid tem um jogo a menos (encara o Celta de Vigo na quarta-feira). Falta uma rodada para o fim da competição.

REAL MADRID X SEVILLA

O técnico Zinedine Zidane optou por entrar com um time misto para enfrentar o Sevilla. Carvajal e Bale, lesionados, continuaram fora. Casemiro, Modric, Isco e Benzema ficaram como opção no banco. Marcelo, por sua vez, nem foi relacionado.

O Sevilla foi melhor em boa parte do primeiro tempo, criando boas chances. Mas não foi efetivo, parando também na excelente atuação de Navas. O goleiro costarriquenho travou um grande duelo com o atacante Jovetic.

A primeira defesa, contudo, foi em chute de Vitolo. No lance seguinte, foi a vez de Rico salvar o Sevilla, após Morata tentar driblá-lo. Mas aos nove minutos, o Real abriu o placar. Asensio sofreu falta na entrada da área. Enquanto os jogadores do time andaluz conversavam com o árbitro, Nacho bateu direto e fez o primeiro. Houve muita reclamação, mas o juiz validou o gol.

Jovetic entrou em ação no Sevilla. Ele recebeu de Mercado e mandou uma bomba, que bateu na trave e saiu. Os torcedores andaluzes ainda lamentavam o lance quando o Real fez o segundo. Em contra-ataque, James entrou na área, fez boa jogada e chutou. Rico fez a defesa, mas Cristiano Ronaldo estava bem colocado e marcou o seu 400º gol pelo Real Madrid.

Depois do segundo, o Real se acomodou com a vantagem e o Sevilla cresceu. Navas, então, passou a ser o grande destaque. Ele pegou chute à queima roupa de Correa. No lance seguinte, Jovetic mandou por cobertura e a bola bateu no travessão. Seria um golaço. Em outro embate, o montenegrino testou novamente o goleiro merengue, que defendeu mais uma vez.

Na volta do intervalo, contudo, Navas foi batido. Jovetic recebeu da entrada da área e bateu no cantinho, colocando ainda mais fogo na partida. Vendo o Sevilla levando perigo nos ataques, Zidane colocou Casemiro na vaga de James Rodríguez. O colombiano foi ovacionado e retribuiu o carinho, aplaudindo todos os setores do Bernabéu. Seria uma despedida, uma vez que tem proposta para jogar no Manchester United?

Zidane reforçou o meio de campo e colocou Modric na vaga do compatriota Kovacic. A equipe ganhou mais qualidade com a entrada do titular. A substituição liberou um pouco mais o alemão Toni Kroos. Com mais liberdade, ele avançou pelo lado esquerdo e rolou para trás. Cristiano Ronaldo, mesmo marcado, acertou de canhota, no ângulo de Rico. Um lindo gol do português.

Com mais espaço, o Real Madrid chegou ao quarto gol. Após tabelar com Asensio, Nacho foi à linha de fundo e cruzou na medida para Kroos anotar o dele. Os Merengues ainda tiveram chances para ampliar o marcador, mas Rico salvou o Sevilla.

BARCELONA VENCE O LAS PALMAS

O Barcelona entrou com o zagueiro Marlon como titular no lugar de Mascherano, em uma mudança de última hora do técnico Luis Enrique. Piqué já estava fora por conta de problemas estomacais. Em campo, os catalães dominaram a partida e tiveram paciência para achar os espaços.

Antes dos dez minutos, já havia criado duas boas chances. O último passe, contudo, não estava tão preciso. Quando colocou o pé na fôrma, o Barcelona abriu o placar. Em boa saída de bola, Busquets deixou de calcanhar para Iniesta. O capitão lançou Suárez, que avançou e rolou para Neymar marcar.

Dois minutos depois, quem atacou de garçom foi o brasileiro. Pela esquerda, ele deu um lindo lançamento para Suárez tocar na saída do goleiro Varas. O Barcelona seguiu trocando passes no ataque e achando espaços na defesa do Las Palmas. E por pouco não saiu de campo no primeiro tempo com vantagem ainda maior.

O jogo voltou um pouco mais equilibrado no segundo tempo. O time da casa passou a atacar mais e ficar mais com a bola no campo de ataque. E assustou Ter Stegen em dois lances, um deles em boa defesa em finalização de Jesé. Mas o goleiro nada pôde fazer quando Bigas interceptou passe na defesa, puxou contra-ataque e apareceu para completar para o gol.

O Barcelona tratou logo de afastar qualquer perigo e marcou o terceiro. Em cruzamento de André Gomes, a bola passou por todo mundo e sobrou para Neymar fazer de cabeça. O brasileiro estava inspirado e marcou o quarto dos catalães, após passe de Jordi Alba.

Com a vitória garantida, Luis Enrique poupou Rakitic e Luis Suárez. Substituto do uruguaio, Paco Alcácer quase fez o quinto no fim, mas que não fez falta para os catalães.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos